Busca avançada
Ano de início
Entree

Modificação da superfície do titânio e da liga Ti-6Al-4V por recobrimento com Ti02 e hidroxiapatita: ensaio da citotoxicidade in vitro

Processo: 06/57680-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Margarida Juri Saeki
Beneficiário:Vanessa Camila Montanha
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais   Próteses e implantes   Processo sol-gel   Ligas metálicas   Hidroxiapatita

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo modificar, via sol-gel, a superfície do titânio comercialmente puro (Ti c.p.) e sua liga Ti-6Al-4V pela deposição de filmes finos de TiO2 e posterior recobrimento com hidroxiapatita, Ca10(PO4)6(OH)2. A hidroxiapatita -HÁ- se faz necessário nos materiais de implante ósseos por ser o principal componente presente na fase mineral do osso e por desempenhar um importante papel na biomineralização óssea A bioatividade e reabsortividade das apatitas permitem uma resposta biológica específica na interface com o tecido vivo, possibilitando a formação de uma ligação química, entre o tecido e o material. Essa bioadesão é fundamental para o implante, pois ele necessita de uma estrutura superficial micromorfológica (rugosidade e porosidade), não só para assegurar a ancoragem mecânica do osso na superfície, mas também para ativar a osseointegração, conexão direta entre o osso neoformado e a superfície do implante. A necessidade dessa bioadesão para o implante é que justifica os esforços para o desenvolvimento de métodos de preparação e modificação de superfície através tratamento químico, depósito de óxidos e da deposição de camadas bioativas, bem como da associação de ambas as técnicas, visando aumentar a área especifica dos implantes e melhorar o poder de ancoragem e osseointegração. Nesse estudo, a modificação da superfície será feita por deposição de filmes de TiO2 e HA preparados via sol-gel. Os filmes serão depositados por "Dip Coating" no substrato de interesse controlando-se a cinética de hidrólise e condensação do gel. A espessura do filme será controlada pelo de número e velocidade de emersão do substrato e pela viscosidade do sol. Os filmes e os pós de apatita e TiO2 serão caracterizadas por MEV/EDS, DRX, FTIR e medidas de espessura. O material que apresentar melhores propriedades físicas e químicas será avaliado quanto à citotoxicidade em culturas celulares em conformidade com a norma ISO/TR 10993 - Biological Evaluation of Medical Devices. (AU)