Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da redução da função colinérgica induzida por modificação genética na mecânica e na histopatologia pulmonar em camundongos com inflamação pulmonar alérgica crônica

Processo: 10/08844-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Carla Máximo Prado
Beneficiário:Ana Beatriz Escobedo Montanheiro
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/55359-5 - Avaliação da função e da histopatologia pulmonar em modelo experimental de redução da função colinérgica em camundongos geneticamente modificados, AP.JP
Assunto(s):Inflamação   Asma   Hiperresponsividade brônquica

Resumo

Resumo: A Asma Brônquica é uma doença de alta prevalência, alta morbidade e mortalidade e que gera custos significativos ao Sistema Único de Saúde. De forma geral, a fisiopatologia desta doença é caracterizada por obstrução ao fluxo aéreo, reversível ou não, e processo inflamatório pulmonar. A persistência da inflamação pode induzir processo de reparo pulmonar associado à redução progressiva da função pulmonar observadas nestes pacientes. Embora existam drogas efetivas na redução da inflamação, muitas vezes estas não são eficazes na reversão do remodelamento pulmonar. A recente descrição do sistema colinérgico anti-inflamatório e a detecção de alguns de seus componentes, tais como a acetilcolina, o transportador de alta afinidade (ChT1), o transportador vesicular de acetilcolina (VAChT) e receptores de acetilcolina, em células de vias aéreas sugere uma importante participação deste sistema na fisiopatologia das doenças pulmonares. No entanto, poucos estudos avaliaram os efeitos deste sistema na inflamação e no remodelamento pulmonar. Objetivos: Avaliar os efeitos da hipofunção colinérgica por redução da proteína transportadora vesicular de acetilcolina nas alterações pulmonares, histopatológicas e funcionais, observadas em modelo experimental de inflamação pulmonar induzidas pela exposição crônica a alérgenosPlano de Trabalho incluindo Metodologia e Cronograma de resultados previstos: Seis primeiros meses: Serão utilizados camundongos geneticamente modificados para uma menor expressão da proteína denominada transportador vesicular de acetilcolina (VAChT), o que se associa a uma diminuição na liberação de acetilcolina. Serão utilizados animais heterozigotos, homozigotos e sem modificação genética. Estes serão submetidos ao protocolo de sensibilização com ovoalbumina (intraperitoneal e inalatória) por 2 meses para indução de inflamação pulmonar alérgica. Após 48hs da última inalação, todos os animais serão submetidos ao protocolo de avaliação da mecânica pulmonarSeis últimos meses: Após a retirada do tecido pulmonar, estes serão submetidos às técnicas histológicas com parafina habituais para avaliação da inflamação (H&E, LUNA, Macrófagos e neutrófilos) e remodelamento pulmonar (Coloração de Picro-Sírius, Coloração de Resorcina-Fucsina Oxidada, Coloração de PAS+AB) por técnica morfométrica de contagem de pontos e análise de imagens. Ainda nesta etapa, os dados serão analisados pelo Programa Sigma Stat e será elaborado relatório e artigo científico. Resultados esperados: Baseado no que se tem de dados na literatura referente ao sistema colinérgico anti-inflamatório, espera-se que a redução da função colinérgica (deficiência de VachT) induza uma piora da função pulmonar e da inflamação e/ou remodelamento pulmonar induzidos pela sensibilização crônica.