Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e formulação de fenóis polifuncionalizados altamente conjugados

Processo: 07/54139-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2007
Vigência (Término): 31 de outubro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Claudete Justina Valduga
Beneficiário:Rene Marins dos Santos
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade Bandeirantes (UNIBAN). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Latenciação de fármacos   Antineoplásicos   Emulsões gordurosas intravenosas   Lipofilicidade

Resumo

Em estudos prévios, o Q40 (benzoato de 4-Cloro-4-(2-hidroxi-fenil)-1,3-butadieno-1,1-dicarbonitrila) apresentou atividade citotóxica elevada frente a várias linhagens celulares tumorais, inclusive às células controle (fibroblastos). A proposta de utilizar compostos muito ativos e direcioná-los às células tumorais é de grande interesse no tratamento do câncer e outras doenças. Sabe-se que emulsões lipídicas possuem habilidade de concentrar fármacos antineoplásicos nos tecidos tumorais e reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia. Dados de literatura demonstram que partículas de emulsão com composição lipídica semelhante à lipoproteína de baixa densidade, LDL, ligam-se aos mesmos receptores desta lipoproteína (LDLr), que estão super-expressos na grande maioria das células tumorais. Portanto, princípios ativos com atividade citotóxica elevada, podem ser Incorporados em partículas de emulsão e direcionados às células tumorais. Para isso, o princípio ativo Q40 será latenciado no anel aromático para aumentar sua lipofilicidade e facilitar a associação ás partículas de emulsão. Determinadas as melhores condições de síntese destes derivados e confirmadas suas estruturas, será possível prever a viabilidade de Incorporação na emulsão, através do coeficiente de partição. Posteriormente as formulações princípio ativo-emulsão serão submetidas à diálise contra plasma, filtração em gel e armazenamento em diferentes temperaturas, para avaliar a estabilidade destas formulações. (AU)