Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos fluxos de carbono orgânico dissolvido pela chuva de Ribeirão Preto como subsídio para investigar o ciclo biogeoquímico do carbono em uma região canavieira

Processo: 03/13913-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2004
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Maria Lúcia Arruda de Moura Campos
Beneficiário:Cidelmara Helena Coelho
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Ciclos biogeoquímicos   Água de chuva   Potássio   Carbono orgânico dissolvido   Ribeirão Preto (SP)

Resumo

Este projeto de iniciação cientifica faz parte de uma proposta mais ampla, que visa investigar o ciclo biogeoquímico de elementos metálicos e nutrientes na atmosfera e em ambientes aquáticos. Em novembro de 2003 foi aprovado pela Fapesp o projeto individual intitulado "Biogeoquímica de metais em ambientes aquáticos e na atmosfera. Parte I: Especiação química i de metais em águas de chuva", que enfoca a região canavieira de Ribeirão Preto (processo número 2003/1532-4). Os objetivos deste projeto são de avaliar a especiação química de metais em águas de chuva e as possíveis correlações entre as espécies metálicas e a matéria orgânica dissolvida. Estes objetivos levam em consideração a importância' da deposição de micronutrientes no ambiente aquático e visa trazer subsídios para esclarecer o papel da matéria orgânica nas alterações das propriedades físico-química de metais na atmosfera de uma região canavieira. Neste projeto de iniciação científica é proposto avaliar os fluxos de deposição de carbono orgânico dissolvido (COD) na região de Ribeirão Preto utilizando amostras de água de chuva coletadas no campus da USP-RP. Possíveis diferenças entre os fluxos de COD nos períodos de safra e entressafra da cana-de-açúcar serão investigadas. A chuva é um importante mecanismo para remoção de carbono orgânico da atmosfera, afetando assim todo ciclo biogeoquímico do carbono. O caráter inovador deste projeto está no fato de ser proposto estimar os fluxos de COD por via úmida em Ribeirão Preto, que é uma região tropical, e com intensa atividade canavieira. O íon potássio será investigado para avaliar a possibilidade de sua utilização como traçador de queima de biomassa, pois este está presente em concentrações relativamente elevadas no citoplasma de plantas. Neste projeto o pH e a condutividade das amostras de chuva também serão determinados e uma possível correlação com a concentração de COD será avaliada. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)