Busca avançada
Ano de início
Entree

Bandeamento Cromossômico em Mazama nemorivaga

Processo: 09/10022-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:José Maurício Barbanti Duarte
Beneficiário:Bruno Ferreto Fiorillo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Citogenética   Cervidae

Resumo

A espécie Mazama nemorivaga considerada por certo tempo como sinônima e mais adiante subespécie de Mazama gouazoubira, foi ascendida recentemente ao nível de espécie. A espécie está distribuída principalmente pelas florestas da bacia amazônica e áreas de transição. Porém, muito pouco se sabe sobre sua evolução cariotípica. Os estudos citogenéticos publicados identificaram números diplóides variando de 66 até 69 com a presença de alguns cromossomos submetacêntricos e um grande número de cromossomos B (2 a 8) em todos os animais. Contudo, ainda não foi publicada uma análise detalhada do cariótipo desta espécie, por meio de bandeamentos cromossômicos. O objetivo deste trabalho é fazer a caracterização citogenética desta espécie a partir de alguns exemplares provenientes da Amazônia brasileira, fazendo a descrição detalhada dos cariótipos sob bandas G, C e RON. Para isso serão analisados materiais provenientes de animais mantidos no Criadouro Científico e de amostras de pele conservadas no Banco de Amostras do NUPECCE. Os animais serão imobilizados quimicamente usando uma associação de 7 mg/kg de Ketamina e 1,0 mg/kg de xilazina, via endovenosa após contenção física manual e durante o período de anestesia será coletada uma biópsia de pele e amostras de sangue heparinizado. Far-se-ão cultivos celulares para citogenética e o material obtido será pingado em lâminas e analisado ao microscópio de luz sob objetiva de 100X. Serão feitas análises de biometria cromossômica em cinco metáfases por animal para classificação dos cromossomos. Também serão feitos bandeamentos G, C e RON, e os cariótipos serão comparados no intuito de estabelecer o cariótipo padrão da espécie com as suas características particulares além de detectar possíveis polimorfismos presentes na população. Os resultados serão de utilidade para estabelecer o padrão de evolução cromossômica dos cervídeos sul-americanos.