Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade genética em espécies unissexuais e bissexuais de Cnemidophorus do grupo ocellifer (teiinae) e caracterização estrutural da proteína MOS nos Squamata

Processo: 08/56444-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Yatiyo Yonenaga-Yassuda
Beneficiário:Rodrigo Marques Lima dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50146-6 - Filogeografia comparada, filogenia, modelagem paleoclimática e taxonomia de répteis e anfíbios neotropicais, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Citogenética   Genética molecular   Partenogênese   Squamata

Resumo

A família Teiidae é restrita à região neotropical e possui cerca de 105 espécies distribuídas em nove gêneros das quais, aproximadamente 70% apresentam cariótipos descritos. Dados citogenéticos apresentados no doutorado do postulante, indicaram variações cariotípicas importantes, tanto intra quanto intergenérica, entre os lagartos da família Teiidae, especialmente com o uso de técnicas de bandamento cromossômico. Tais dados foram associados a dados moleculares, possibilitando uma ampla discussão acerca das relações filogenéticas entre espécies Neotropicais da subfamília Teiinae e a evolução cromossômica do grupo. Esta proposta de pós-doutoramento, vinculada aos projetos temáticos: "Estudos evolutivos em vertebrados: I. Análises citogenéticas moleculares e morfológicas. II. Levantamento cariotípico da fauna brasileira. III. Banco de Células e tecidos de mamíferos, lacertílios e anfíbios", e "Sistemática e evolução da herpetofauna neotropical", visa dar continuidade aos estudos evolutivos em Teiidae, analisando o perfil genético de populações da espécie partenogenética ameaçada de extinção Cnemidophorus nativo, que apresenta ampla distribuição, porém fragmentada, no litoral brasileiro, comparando sua variabilidade genética com populações da espécie bissexual C. ocellifer. Ressaltamos que mais de 150 espécimes já foram reunidos durante o projeto de doutorado do postulante e dados citogenéticos e moleculares preliminares já estão disponíveis. Análises sobre a variação genética em espécies partenogenéticas, além de permitir importantes considerações fitogeográficas, permitem também importantes considerações sobre a origem e os mecanismos responsáveis por essa forma reprodutiva. Deste modo, além dos estudos sobre a variabilidade genética em espécies de Cnemidophorus, o projeto também pretende realizar modelagens estruturais da proteína pp-39mos, identificada durante o doutorado do postulante como responsável por esse mecanismo reprodutivo. Este estudo será realizado em colaboração com o Dr. João Barbosa do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, UNICAMP Campinas São Paulo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa::
A flexibilidade sexual das fêmeas