Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do polimorfismo rs642961, G>A na região promotora do gene IRF6 sobre os níveis de expressão desse gene em células-tronco mesenquimais

Processo: 09/17352-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Maria Rita dos Santos e Passos Bueno
Beneficiário:Lígia Kobayashi Bárbara
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fenda labial   Células-tronco   Células-tronco mesenquimais   Polimorfismo de um único nucleotídeo   Expressão gênica

Resumo

As fissuras labiais com ou sem fissura no palato não sindrômicas (FL/P) são as má-formações faciais mais comuns presentes ao nascimento. Mesmo que reparadas, ainda podem resultar em morbidade, e consequências clínicas e sociais para o paciente. Rahimov e colaboradores (2008) descreveram um polimorfismo (rs642961, G>A) no acentuador (enhancer) do gene IRF6, que está associado à FL/P e em desequilíbrio de ligação com o V274I (rs2235371). Contudo, ainda não se sabe se esta alteração é funcional. Para esclarecer o papel funcional deste SNP, avaliaremos seu efeito nos níveis transcricionais do IRF6, em células-tronco de pacientes com FLP. Utilizaremos amostras de DNA extraídas de esfregaço de mucosa bucal ou de culturas de células mesenquimais. Estas culturas são estabelecidas a partir de fragmentos de músculo orbicular de lábio, que são regularmente descartados em cirurgias corretivas, ou de polpa de dente de leite, que é naturalmente perdido. O RNA será obtido exclusivamente das culturas celulares. Para a análise do polimorfismo utilizaremos o sistema TaqMan® SNP Genotyping Assays (Applied Biosystems) e analisaremos a expressão do gene por PCR quantitativo em tempo real. Pretendemos analisar 10 pacientes homozigotos GG e 10 pacientes heterozigotos GA ou homozigotos AA. A média de expressão gênica será comparada entre os dois grupos pelo teste t de student, com nível de significância de 5%.