Busca avançada
Ano de início
Entree

Plasticidade neural em ratos submetidos ao tratamento com ginkgo biloba e ao teste da resposta emocional condicionada (rec).

Processo: 05/51372-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2005
Vigência (Término): 30 de junho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Suzete Maria Cerutti
Beneficiário:Daniela Rodrigues de Oliveira
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Assunto(s):Ginkgo biloba

Resumo

Os efeitos adversos de agentes fitoterápicos são menos freqüentes quando comparados com drogas sintéticas, entretanto, tais efeitos existem. Com isso, pesquisas que avaliem cientificamente a eficácia, a segurança e a atividade terapêutica poderão contribuir de forma importante com a comunidade no sentido de atenuar os problemas que cercam o uso indevido. Neste estudo pretende-se investigar o efeito do uso agudo ou prolongado da planta Ginkgo biloba, na aprendizagem e memória em ratos. Os animais receberão uma única dose ou doses diárias de do extrato durante 8 ou 30 dias e serão submetidos ao teste de resposta emocional condicionada (REC). Posteriormente o cérebro de animais tratados e submetidos ao teste de REC serão preparados para realização de técnicas histoquímicas e imunohistoquímicos que utilizará a técnica de Klüver Barrera e da Imunorreatividade da proteína ácida fibrilar glial (GFAP). Os resultados nos possibilitarão avaliar a plasticidade neuronal e glial e fundamentarão os achados comportamentais. Em conjunto, os dados permitirão avaliar a eficácia das plantas em estudo e poderão dar fortes evidências de sua atividade em estruturas neurais correlatas com aprendizagem e memória. Ainda, permitirão desvendar alguns dos mecanismos celulares e, com isso, teremos condição suficiente para recomendação de seu emprego medicinal. (AU)