Busca avançada
Ano de início
Entree

Um estudo sobre a delimitação da filosofia como ciência do ente enquanto ente em Aristóteles

Processo: 02/05339-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2002
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Lucas Angioni
Beneficiário:Carlos Alexandre Terra
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Ontologia (filosofia)   Dialética   Metafísica   Semântica   Aristóteles

Resumo

Nosso objetivo é delimitar com precisão a noção de filosofia desenvolvida por Aristóteles. Isto é, pretendemos estudar a classe de conhecimento para qual Aristóteles forneceu a denominação "ciência do ente enquanto ente" ou "filosofia". Tentaremos defini-la como ciência, isto é, como um conhecimento que possui um conjunto próprio de proposições e de objetos a serem estudados. Buscaremos averiguar qual é o objeto de estudo, o método e a importância científica da filosofia segundo Aristóteles. Para tanto, a distinguiremos dos demais saberes científicos especializados, representados pelas ciências particulares, as quais se aplicam a campos restritos. Marcaremos a diferença, que muitas vezes passa despercebida em alguns trechos de obras aristotélicas, entre a filosofia propriamente dita e o seu instrumental lógico: a dialética. Por fim, atentaremos para a classificação que Aristóteles dá à sofistica, que é precisamente a de mau uso da dialética e de uma tentativa de assemelhação à filosofia. (AU)