Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade de ácaros (Acari, Arachnida) em seringueiras (Hevea brasiliensis Muell. Arg., Euphorbiaceae) na região noroeste do estado de São Paulo

Processo: 99/06899-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2000
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Reinaldo José Fazzio Feres
Beneficiário:Rodrigo Souza Santos
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/07099-0 - Diversidade de ácaros de importância agrícola e outros artrópodos a eles associados no estado de São Paulo, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Biodiversidade   Ácaros

Resumo

Ácaros são organismos pertencentes a subclasse Acari, do Filo Arthropoda, subfilo Chelicerata, classe Arachnida. Muitas espécies de ácaros são importantes pragas agrícolas, enquanto outras são importantes inimigos naturais de pragas. O estudo de ácaros fitófagos e seus inimigos naturais pode tornar possível um melhor manejo das espécies-praga, através da re-alteração proposital de componentes bióticos de agroecossistemas e sistemas adjacentes, visando promover a ação de inimigos naturais nativos. Estudos detalhados sobre ácaros-praga/e seus inimigos sob condições naturais podem levar à descoberta de novas espécies promissoras que poderiam se tornar disponíveis para uso prático. Além disso, devido à crescente destruição de hábitats, principalmente nos trópicos, muitas espécies de ácaros podem estar sendo extintas antes mesmo de serem catalogadas. Este projeto propõe a realização de estudos de campo para obter novas informações sobre a diversidade de ácaros em áreas de cultivo de seringueiras (Hevea brasiliensis). Os trabalhos a serem aqui conduzidos fazem parte do projeto "Diversidade de ácaros de importância agrícola e outros artrópodos a eles associados no Estado de São Paulo", aprovado no programa BIOTA/FAPESP (Processo nº 1998/7099-0, coordenado pelo Prof. Dr. Gilberto J. de Moraes, Depto. Zoologia, ESALQ-USP). (AU)