Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das comunidades microbianas presentes em reatores anaeróbios em escala piloto e real no tratamento de esgoto sanitário

Processo: 02/01039-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2002
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Marcelo Zaiat
Beneficiário:Isabel Kimiko Sakamoto
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/05489-0 - Desenvolvimento, análise, aprimoramento e otimização de reatores anaeróbios para tratamento de águas residuárias, AP.TEM
Assunto(s):Reatores anaeróbios   Esgotos sanitários   Tratamento biológico   Biologia molecular

Resumo

Os sistemas anaeróbios, na última década, vem sendo amplamente pesquisados como principal unidade de tratamento biológico de esgotos sanitários. No entanto, existem poucas informações sobre a diversidade, a dinâmica e a composição dos ecossistemas microbianos presentes nesses sistemas biológicos. A limitação desses conhecimentos pode ser parcialmente atribuída às técnicas tradicionais de isolamento, como cultivo em placas e NMP (Número Mais Provável), que podem ser seletivos. Consequentemente, vem sendo desenvolvidos alguns métodos comuns à Biologia Molecular para analisar a estrutura da comunidade microbiana presente no meio de origem e suas inter-relações. Dentre os diversos métodos de Biologia Molecular está a técnica de eletroforese em gel de gradiente desnaturante (DGGE). Essa técnica consiste na separação dos fragmentos do DNA de mesmo comprimento, mas com seqüências diferentes. A separação está baseada no decréscimo da mobilidade eletroforética da dupla hélice da molécula DNA parcialmente fundida no gel de poliacrilamida contendo gradiente linear de desnaturantes. O presente projeto de pesquisa propõe avaliar as comunidades microbianas presentes nos reatores anaeróbios em escala piloto e em escala real. Para sistemas em escala piloto, as análises serão realizadas em reatores anaeróbios em batelada seqüencial, sendo três reatores com biomassa suspensa e um reator com biomassa imobilizada em espuma de poliuretano. Nos sistemas em escala real, os reatores anaeróbios (fluxo contínuo) estudados serão: a) reator UASB convencional, b) reator UASB híbrido onde parte da biomassa estará imobilizada em suporte inerte e parte granulada e c) reator anaeróbio de leito expandido. Nestes sete processos de tratamento anaeróbio, buscar-se-á através da técnica de PCR/DGGE e análises microscópicas (fluorescentes e varredura), ampliar os conhecimentos sobre os grupos microbianos envolvidos nesses sistemas e consequentemente auxiliar na racionalização e domínio da operação. Esse plano de pesquisa está vinculado ao Projeto Temático (Processo Fapesp 01/05489-0) sobre "Desenvolvimento, Análise, Aprimoramento e Otimização de Reatores Anaeróbios para Tratamento de Águas Residuárias", sob coordenação do Prof. Tit. Eugênio Foresti. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUZZINI, A. P.; SAKAMOTO, I. K.; VARESCHE, M. B.; PIRES, E. C. Evaluation of the microbial diversity in an UASB reactor treating wastewater from an unbleached pulp plant. Process Biochemistry, v. 41, n. 1, p. 168-176, Jan. 2006.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.