Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunoexpressao do cd34 e do vegf no carcinoma da bexiga humana.

Processo: 02/00210-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2002
Vigência (Término): 31 de março de 2003
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Sérgio Britto Garcia
Beneficiário:Rodrigo Salin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Angiogênese   Neoplasias da bexiga

Resumo

O carcinoma de células transicionais de bexiga (CCT) é a neoplasia mais comum do homem, depois do câncer da próstata, sendo a 5ª causa de morte por câncer em pessoas com mais de 75 anos. Vários estudos vêm sendo realizados com marcadores tumorais na tentativa de estabelecer relações com a evolução da neoplasia, com resultados controvertidos. Por isso parece relevante explorar novos marcadores tumorais que tenham potencialidade para a determinação do prognóstico dos pacientes com CCT. A medida da densidade vascular é uma forma de estudar a angiogênese. Um dos antígenos usados é a proteína CD34. Através da imuno-histoquíimica esta proteína é detectada no endotélio vascular e pode ser usada para a determinação da densidade vascular. Outra forma de estudo da angiogênese é a imuno-histoquímica do VEGF. Alguns estudos têm demostrado relação entre a expressão do VEGFmRNA e a agressividade biológica de alguns tumores como o de pênis, de próstata e de mama. Nesta pesquisa pretende-se estudar a expressão imuno-histoquímica do CD34 e do VEGF em pacientes com CCT, bem como determinar se esses marcadores estão relacionados com o prognostico e agressividade do tumor. Neste estudo serão considerados todos os pacientes portadores de carcinomas de células transicionais atendidos no HCFRMP-USP, no período de janeiro de 1975 a dezembro de 2000. (AU)