Busca avançada
Ano de início
Entree

Capsulotomia ventro-capsular e ventro-estriatal por raios gama no transtorno obsessivo-compulsivo: um ensaio clínico randomizado

Processo: 08/10257-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Eurípedes Constantino Miguel Filho
Beneficiário:Antonio Carlos Lopes
Instituição-sede: Instituto de Psiquiatria Doutor Antonio Carlos Pacheco e Silva (IPq). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/55628-8 - Caracterização fenotípica, genética, imunológica e neurobiológica do transtorno obsessivo-compulsivo e suas implicações para o tratamento, AP.TEM
Assunto(s):Radiocirurgia   Resultado do tratamento   Psicocirurgia   Transtorno obsessivo-compulsivo

Resumo

Até 40% dos portadores do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) não respondem aos tratamentos convencionais. Nestas situações, a neurocirurgia estereotática é freqüentemente indicada. Recentemente, um aperfeiçoamento da técnica radiocirúrgica de capsulotomia "Gamma Knife" foi desenvolvida, denominada capsulotomia ventro-capsular e ventro-estriatal (VC/VE) por raios gama. Faltam porém ensaios clínicos randomizados (ECR) comprovando a eficácia e investigando os eventos adversos de procedimentos radiocirúrgicos, incluindo desta técnica. Somos atualmente o primeiro centro mundial a desenvolver um ECR desta natureza. Os resultados preliminares dos primeiros pacientes randomizados para receber radiocirurgia verdadeira, ou falsa, de forma duplo-cega, sugerem que este procedimento é possivelmente eficaz e apresenta baixo perfil de eventos adversos. Conclusões definitivas, porém, somente serão possíveis com o aumento da amostra. Por outro lado, ainda é desconhecido o efeito de lesões menores e ventrais na cápsula interna em termos de eficácia e segurança.O objetivo deste estudo é duplo: a) confirmar, mediante um aumento da amostra de um ECR, duplo-cego, se a capsulotomia VC/VE por raios gama (lesões duplas bilaterais) é eficaz no tratamento do TOC refratário, e qual o perfil de eventos adversos; b) proceder com um estudo aberto de capsulotomia VC/VE por raios gama com lesões menores (lesões únicas bilaterais ventrais), avaliando eficácia e segurança.Pretendemos continuar randomizando mais 10 pacientes portadores de TOC refratário em dois grupos: um receberá radiocirurgia padrão (capsulotomia VC/VE por raios gama com duplas lesões bilaterais) e o outro será submetido a uma falsa radiocirurgia ("sham operation"). Para cinco pacientes que não aceitem participar do ECR serão oferecidas lesões únicas bilaterais ventrais. Anteriormente ao procedimento e em vários momentos do seguimento pós-operatório, todos receberão uma detalhada avaliação clínica/psiquiátrica, uma extensa bateria de testes de diagnóstico psiquiátrico, gravidade e evolução do TOC, sintomas depressivos/ansiosos, presença de tiques, comprometimento psicossocial, qualidade de vida e acomodação familial. Todos também serão avaliados quanto a alterações neuropsicológicas e de personalidade, como também em relação a achados de neuroimagem estrutural e funcional.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BATISTUZZO, MARCELO C.; HOEXTER, MARCELO Q.; TAUB, ANITA; GENTIL, ANDRE F.; CESAR, RAONY C. C.; JOAQUIM, MARINES A.; D'ALCANTE, CARINA CHAUBET; MCLAUGHLIN, NICOLE C.; CANTERAS, MIGUEL M.; SHAVITT, ROSELI G.; SAVAGE, CARY R.; GREENBERG, BENJAMIN D.; NOREN, GEORG; MIGUEL, EURIPEDES C.; LOPES, ANTONIO C. Visuospatial Memory Improvement after Gamma Ventral Capsulotomy in Treatment Refractory Obsessive-Compulsive Disorder Patients. NEUROPSYCHOPHARMACOLOGY, v. 40, n. 8, p. 1837-1845, JUL 2015. Citações Web of Science: 11.
HOEXTER, MARCELO Q.; DOUGHERTY, DARIN D.; SHAVITT, ROSELI G.; D'ALCANTE, CARINA C.; DURAN, FABIO L. S.; LOPES, ANTONIO C.; DINIZ, JULIANA B.; BATISTUZZO, MARCELO C.; EVANS, KARLEYTON C.; BRESSAN, RODRIGO A.; BUSATTO, GERALDO F.; MIGUEL, EURIPEDES C. Differential prefrontal gray matter correlates of treatment response to fluoxetine or cognitive-behavioral therapy in obsessive-compulsive disorder. European Neuropsychopharmacology, v. 23, n. 7, p. 569-580, JUL 2013. Citações Web of Science: 29.
HOEXTER, MARCELO QUEIROZ; DE SOUZA DURAN, FABIO LUIS; D'ALCANTE, CARINA CHAUBET; DOUGHERTY, DARIN DEAN; SHAVITT, ROSELI GEDANKE; LOPES, ANTONIO CARLOS; DINIZ, JULIANA BELO; DECKERSBACH, THILO; BATISTUZZO, MARCELO CAMARGO; BRESSAN, RODRIGO AFFONSECA; MIGUEL, EURIPEDES CONSTANTINO; BUSATTO, GERALDO FILHO. Gray Matter Volumes in Obsessive-Compulsive Disorder Before and After Fluoxetine or Cognitive-Behavior Therapy: A Randomized Clinical Trial. NEUROPSYCHOPHARMACOLOGY, v. 37, n. 3, p. 734-745, 2011. Citações Web of Science: 69.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.