Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade anticâncer de extratos e princípios ativos obtidos de espécie vegetal

Processo: 08/50026-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Pesquisador responsável:João Ernesto de Carvalho
Beneficiário:Larissa Yokota Rizzo
Instituição-sede: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia , SP, Brasil
Assunto(s):Citotoxicidade   Antineoplásicos   Seletividade

Resumo

Nas últimas décadas a pesquisa de drogas anticâncer através da triagem de extratos e princípios ativos obtidos de fontes naturais possibilitou a descoberta e o desenvolvimento de diversos quimioterápicos que hoje são utilizados no tratamento do câncer. Desde 1996, o CPQBA vem desenvolvendo a triagem de substâncias com atividade anticâncer seguindo a mesma metodologia do National Câncer Institute (NCI - USA). Em 2004, através de projeto financiado pela Fapesp, o CPQBA iniciou trabalho de triagem de extratos obtidos de espécies vegetais do Estado de São Paulo. Este projeto inicialmente irá selecionar uma das espécies cujos extratos apresentaram atividade anticâncer em cultura de células tumorais humanas para identificar as frações e possivelmente os princípios ativos, bem como avaliar a atividade em modelos de câncer utilizando animais de laboratório. Após a colheita, o material vegetal será submetido ao processo de extração por maceração com diclorometano e posteriormente etanol (95%). A avaliação da atividade anticâncer de cada extrato será realizada em nove linhagens tumorais humanas: K562 (leucemia), MCF7 (mama), NCIADR (mama resistente à múltiplas drogas), NCI460 (pulmão), UACC62 (melanoma), PCO3 (próstata), HT29 (cólon), OVCAR (ovário) e 786-0 (rim). Este teste in vitro será utilizado também para o processo de fracionamento do extrato bruto e isolamento dos princípios ativos. O extrato e/ou fração ativa serão avaliados em camundongos com tumor ascítico de Ehrlich e em camundongos com melanoma B16F10. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.