Busca avançada
Ano de início
Entree

A colonização de uma área por espécies de abelhas sem ferrão: um estudo de caso: a ocupação da área urbana de Viçosa (MG) e seu entorno por Partamona helleri Friese 1900 (Hymenoptera: Apidae: Meliponini)

Processo: 08/58382-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Marco Antonio Del Lama
Beneficiário:Luana Walravens Bergamo
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Polinização   Dispersão de sementes   Repetições de microssatélites   Abelhas

Resumo

É voz corrente que está em processo uma acentuada diminuição dos polinizadores. Simultaneamente, cresce o interesse mundial pela polinização por abelhas. Dentre as limitações a serem vencidas incluem-se a identificação dos polinizadores efetivos, o conhecimento da diversidade regional dos visitantes florais, o conhecimento da biologia reprodutiva, da estrutura populacional das espécies e dos fatores que tomam bem sucedida a colonização de uma área por certa espécie de abelha. Estes dados permitem avaliar a viabilidade do uso de espécies e o desenvolvimento de estratégias de manejo, visando a conservação e utilização sustentável dos polinizadores. Este trabalho de Iniciação Científica está sendo proposto no sentido de testar a hipótese de que uma certa área pode ser colonizada por um número reduzido de fêmeas fundadoras de uma espécie de abelha. Esta hipótese será testada a partir de ninhos de Partamona helleri (Hymenoptera: Apidae: Meliponini) amostrados na área urbana de Viçosa (MG) e seu entorno, os quais serão analisados para que se possa: I) estimar o número de fêmeas (colônias) que deram origem à população residente na área. O número de linhagens maternas será determinado pelo número de haplótipos mitocondriais observados, considerando-se a herança materna deste tipo de marcador; II) determinar se a rainha de Partamona helleri se acasala com um único macho (monândrica). Trabalho semelhante vem sendo conduzida em amostras de ninhos coletados no campus da Universidade Federal de São Carlos (SP), como parte do doutorado de Kátia Maria Ferreira (Bolsa Dr. II Fapesp, Processo 05/60893-2). Os dados apontam claramente para uma única linhagem materna em mais de meia centena de ninhos que ocorrem na referida área. A validação da hipótese de colonização por poucas fêmeas suscitará questionamentos novos sobre as reais exigências da criação racional destas espécies, contribuindo para que novos procedimentos para a manutenção e preservação de abelhas polinizadoras, se necessários, possam ser delineados. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.