Busca avançada
Ano de início
Entree

Teatros de Campinas: espaço intangível da memória

Processo: 07/04418-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Maria Cristina da Silva Schicchi
Beneficiário:Igor Augustus Carregosa da Silva Pitas
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-CAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Urbanismo   Desenvolvimento urbano   Memória histórica   Áreas centrais   Teatros   Campinas (SP)

Resumo

Diante de rápidos processos de mudança nas cidades brasileiras nos anos 1960/70/80, os centros históricos foram os principais territórios atingidos por planos, projetos e programas de modernização e desenvolvimento econômico, para superar a obsolescência dos espaços que ainda possuíam traçados coloniais e padrões urbanísticos tidos como obsoletos. Conseqüência de inúmeras intervenções, alguns dos espaços centrais da Cidade de Campinas passaram, particularmente, por uma transformação mais rápida, levando à derrubada de grandes equipamentos num curto espaço de tempo, como foi o caso da demolição consecutiva de dois teatros, o São Carlos e o Carlos Gomes. Pretendemos analisar estes momentos de inflexão no desenvolvimento urbano da cidade de Campinas, através do estudo da história de construção e demolição dos dois teatros, partindo do pressuposto de que representam marcos destas ações de intervenção para modernização da cidade e das transformações ocorridas no espaço urbano do seu entorno, as quais não delinearam, ao longo do tempo, um espaço com a mesma importância para o centro da cidade, a ponto de, na última reabilitação proposta, pela municipalidade, haver uma tentativa de resgate da história do local, que incluiu a realização de escavações arqueológicas das fundações dos teatros, como forma de legitimar um desenho final para a praça que foi construída recentemente sobre parte das ruínas. Finalmente, pretendemos explicitar as bases teóricas de intervenção deste último projeto, e contribuir para a definição de parâmetros para futuras ações de preservação e reabilitação, desta e de outras áreas do centro de Campinas.