Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do pastejo alternado de ovinos e bovinos na produtividade de ovelhas e cordeiros

Processo: 04/01438-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2004
Vigência (Término): 30 de junho de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Helmintologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Alessandro Francisco Talamini Do Amarante
Beneficiário:Rodrigo Dias Lauritano Pacheco
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Ganho de peso   Ovinos   Haemonchus   Bovinos

Resumo

Técnicas de manejo que visem reduzir a contaminação da pastagem com larvas infectantes de nematódeos gastrintestinais são preconizadas na profilaxia da verminose ovina. Dentre elas, destaca-se o pastejo alternado envolvendo diferentes espécies de herbívoros, especialmente ovinos e bovinos. O presente trabalho será realizado para avaliar, ao longo de dois anos, a eficiência no controle da verminose ovina de três sistemas de pastejo alternado de ovinos e bovinos. Além disso, será avaliada a produtividade do rebanho, em especial a variação no peso das ovelhas e o peso dos cordeiros na desmama. Uma pastagem (8,43 ha) será subdividida em seis módulos, cada um com oito piquetes. Os animais permanecerão por quatro dias em cada piquete, num sistema rotacionado, com 28 dias de descanso da pastagem. No módulo 1 serão colocadas 22 ovelhas e no módulo 2, quatro bovinos. A cada 32 dias, as ovelhas serão transferidas do módulo 1 para o módulo 2 e os bovinos do módulo 2 para o 1 e assim sucessivamente. No módulo 3 serão colocadas outras 22 ovelhas e no módulo 4, quatro bovinos. Os ovinos e os bovinos serão mantidos nestes módulos por três meses e ao final deste período, trocarão de módulo e assim sucessivamente. Nos módulos 5 e 6 a alternância dos ovinos (n=22) e bovinos (n=4) será realizada a cada seis meses. Amostras de fezes para a contagem de ovos por grama de fezes e para a realização de coproculturas serão colhidas dos animais a cada 32 dias. Nesta mesma ocasião os animais serão pesados. (AU)