Busca avançada
Ano de início
Entree

O corpo como expressão de sentido na filosofia de Merleau-Ponty

Processo: 05/56010-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2005
Vigência (Término): 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Reinaldo Furlan
Beneficiário:Marcelo Georgétti Vieira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Psicopatologia   Linguagem   Corpo   Existência   Maurice Merleau-Ponty

Resumo

O objetivo deste trabalho é discutir fundamentos da Psicopatologia a partir da obra de Merleau-Ponty. Mais precisamente, a partir da fase de seu pensamento marcada pelo projeto de uma fenomenologia existencial, na qual se trata de entender o homem a partir de sua condição de ser-no-mundo (Heidegger), que Merleau-Ponty investiga através das condições da experiência do corpo próprio. Visão, motricidade, fala, sexualidade, são modos de ser-no-mundo que representam a própria encarnação da noção de consciência. Nesse sentido, Merleau-Ponty combate duas perspectivas opostas, conseqüências da metafísica cartesiana. De um lado, o intelectualismo que, se preserva a verdade do espirito, isto é, a certeza imediata de si mesmo a partir da consciência, é incapaz de compreendê-lo encarnado; de outro o empirismo que, se preserva a verdade da encarnação do espírito, isto é, a possibilidade de seu estudo positivo através das ciências, é ao custo de perder o contato do espírito consigo mesmo e de transformá-lo em um objeto ao lado dos outros. Duas verdades parciais e contraditórias, ou dois projetos de pesquisa decorrentes da dicotomia da metafísica cartesiana entre sujeito e objeto, de que ainda somos herdeiros, e que a filosofia de Merleau-Ponty procura superar através da revisão de seus pressupostos, a partir do próprio sentido das experiências realizadas pelas ciências, em particular pela Psicologia. A pesquisa se baseará na análise das obras do autor, principalmente "A Estrutura do Comportamento" e "Fenomenologia da Percepção". (AU)