Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da expressão gênica diferencial em astrocitomas e gliomas humanos

Processo: 01/07905-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2001
Vigência (Término): 30 de abril de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Suely Kazue Nagahashi Marie
Beneficiário:Sueli Mieko Oba Shinjo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Glioma   Astrocitoma

Resumo

O processo de tumorigênese e complexo e envolve uma série de alterações em genes regulatórios e genes supressores de tumores. Os astrocitomas difusos, os mais freqüentes do sistema nervosos central, são classificados de acordo com o grau de malignidade em astrocitomas de baixo grau, astrocitoma anaplásico e glioblastoma multiforme. Por ocorrer uma evolução de um tumor de menor grau para outro de maior grau de malignidade, os astrocitomas são um bom modelo para estudo de tumorigênese e progressão tumoral. O projeto tem como objetivo a análise de genes diferencialmente expressos em gliomas astrocíticos difusos de diversos graus de malignidade, comparados com tecido normal de sistema nervoso central. Embora haja um número muito grande de trabalhos que descrevem diversas alterações genéticas envolvidas no processo (deleções cromossômicas, mutações e amplificações de genes), ainda muitos genes permanecem desconhecidos. O método a ser utilizado será a subtração de cDNAs normalizados por PCR supressivo. A utilização de normalização pode revelar genes regulatórios importantes no processo de tumorigênese de gliomas, cujos produtos podem agir no controle de diferenciação e/ou multiplicação celular. Estes genes seriam potencialmente importantes para uma futura terapia gênica e para o desenvolvimento de novas drogas anti-tumorais. (AU)