Busca avançada
Ano de início
Entree

Coleta de mastocitoma canino para análise histológica, estereológica e cultura celular visando prognóstico clínico

Processo: 07/00319-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Julia Maria Matera
Beneficiário:Samanta Rios Melo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia veterinária   Mastocitoma animal   Materiais biológicos   Técnicas de diagnóstico animal   Cães

Resumo

Uma abordagem multidisciplinar, que inclui várias técnicas de diagnóstico (histológico, imunohistoquímico, histoquímico e etc.), pode ser necessária para a melhor assistência a alguns pacientes (Rogers KS, 1996). Serão incluídos no estudo os cães submetidos a procedimento cirúrgico no Serviço de Cirurgia de Pequenos Animais; HOVET; FMVZ/USP com diagnóstico de citologia aspirativa por agulha fina de mastocitoma, no período de janeiro de 2007 a janeiro de 2008. Serão incluídos todos os animais, independente da sua faixa etária, sexo ou padrão racial. Todas as formações serão pesadas em balança de precisão e submetidas à avaliação, e esta consistirá no envio de amostras de fragmentos do mastocitoma excisado cirurgicamente para os principais destinos: 1- Cultivo celular; 2- Desagregação para análise citogenética de cromossomos; 3- Desagregação das células do tumor para RT-PCR para expressão do geneconensina32; 4- Análise Histopatológica; 5- Análise Estereológica. Para enviar cada amostra da formação os procedimentos serão realizados de forma padronizada e individualizada, que possibilite a realização dos diferentes exames e análises. O presente trabalho foca no estudo multidisciplinar sobre mastocitoma canino, e necessita-se de coleta precisa do material e a sua distribuição a diferentes laboratórios. Assim, trabalharemos em técnicas e métodos que visam, após a excisão cirúrgica, o encaminhamento e processamento inicial no fracionamento e imersão em soluções adequadas para análises histopatológicas e estereológicas. Buscaremos assim concretizar a ligação que falta entre o procedimento cirúrgico e as análises laboratoriais, de modo que a coleta deste material seja eficiente para permitir diagnóstico preciso eprognóstico clínico confiável.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)