Busca avançada
Ano de início
Entree

Analise da expressao de c-fos em nucleos da regiao do tronco cerebral apos choque septico experimental induzido pela realizacao de ligadura e perfuracao cecal em ratos.

Processo: 04/07490-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2004
Vigência (Término): 30 de abril de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Maria José Alves da Rocha
Beneficiário:Fernando Henrique Pascoti Bruhn
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/11766-0 - Controle neuroquímico da temperatura corporal, AP.TEM
Assunto(s):Vasopressinas   Núcleo solitário   Choque séptico   Tronco cerebral   Proteína Fos

Resumo

O choque séptico consiste numa reação inflamatória sistêmica acompanhado de insuficiência circulatória aguda e de manifestações clínicas secundárias à ativação inflamatória. O quadro séptico observado após a administração sistêmica de LPS não representa o episódio típico de sepse clínica observada em humanos. O modelo experimental de sepse induzida pela realização de ligadura e perfuração cecal (CLP) mimetiza mais adequadamente este quadro. Em situações de choque séptico, os mecanismos responsáveis pelo controle da PA e pela resposta bifásica a secreção de AVP não são totalmente compreendidos. Verificou-se que várias estruturas do tronco cerebral encontram-se bastante ativadas numa situação de choque séptico, apresentando intensa expressão de Fos, incluindo, o núcleo do trato solitário (NTS), a área postrema, a medula ventrolateral rostral (RVLM) e medula ventrolateral caudal (CVLM), e o Locus Coerulleus. O NTS, localizado na parte dorso-medial da medula oblongata, é o principal recipiente dos influxos sensoriais provenientes dos maiores sistemas viscerais do organismo. Assim como a RVLM e a CVLM, também está envolvido no controle da homeostase cardiovascular e também apresenta fortes interações com hipotálamo, formando uma rede neuronal envolvida na mediação dos efeitos de alterações no sistema imune na resposta neuroendócrina hipotalámica. Analisando a expressão de c-fos em neurônios do tronco cerebral após CLP será possível discutir o papel desta importante região cerebral numa situação de choque séptico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)