Busca avançada
Ano de início
Entree

Predação de sementes por roedores no Parque Estadual da Serra do Mar

Processo: 09/01635-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Mauro Galetti Rodrigues
Beneficiário:Lígia Amoroso Galbiati
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/03392-6 - Efeitos de um gradiente de defaunação na herbivoria, predação e dispersão de sementes: uma perspectiva na Mata Atlântica, AP.TEM
Assunto(s):Roedores

Resumo

As interações animal-planta são fundamentais para a sustentação dos ecossistemas tropicais. A perda dessas interações bióticas, como polinização, dispersão e predação de sementes, em áreas tropicais impactadas por ações antrópicas representa um grande problema para a integridade desse ecossistema. Modelos teóricos sugerem que a caça, por exemplo, pode modificar a composição da comunidade de mamíferos, reduzindo a densidade de mamíferos de médio e grande porte e, conseqüentemente, elevando a densidade de pequenos mamíferos. A predação de sementes pode influenciar na composição e distribuição das espécies vegetais de um ecossistema e, dentre os mamíferos, o grupo dos roedores exerce um papel de destaque nesse processo. Existem poucas informações sobre quais sementes podem ser predadas por roedores em florestas tropicais e essa proposta visa aumentar nosso conhecimento sobre o tema.