Busca avançada
Ano de início
Entree

Soldagem por atrito linear com cordões cruzados da liga de alumínio sério 5052

Processo: 08/52439-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia de Transformação
Pesquisador responsável:Sergio Duarte Brandi
Beneficiário:Renan Felipe dos Santos
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

A soldagem por atrito linear (FSW) é um processo de soldagem no qual não há fusão do metal de base. A junção é feita a partir de uma mistura do material aquecido e no estado sólido. Ele foi criado em 1991, no The Welding Institute (TWI), Reino Unido. Sua aplicação é cada vez mais freqüente em diversas áreas da indústria como, por exemplo, na automotiva e na aeronáutica. Para se soldar por FSW, utiliza-se uma ferramenta composta por um ombro e um pino, que em um movimento giratório, aquece e mistura o metal de base, sem que haja a fusão do mesmo. O cordão de solda apresenta quatro zonas com microestruturas distintas: núcleo ('nugget'), zona termo mecanicamente afetada (2TMA), zona afetada pelo calor (ZAC) e metal base. O desempenho de uma junta soldada é afetado pelas características destas regiões. Serão caracterizadas juntas de alumínio 5052 H12 soldadas por FSW, em cordões simples e em cordões cruzados a 90º, tanto do ponto de vista da alteração microestrutural como das propriedades mecânicas. Como resultado espera-se: caracterizar e comparar a microestrutura das juntas de cordões sem e com cruzamento, realizar medidas de microdureza nestas três regiões, medir suas propriedades mecânicas (microdureza). (AU)