Busca avançada
Ano de início
Entree

Visões do patrimônio cultural na região do Grande ABC, SP

Processo: 09/05246-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Métodos e Técnicas do Planejamento Urbano e Regional
Pesquisador responsável:Luiz Roberto Alves
Beneficiário:Silvia Helena Facciolla Passarelli
Instituição-sede: Faculdade de Administração e Economia. Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Instituto Metodista de Ensino Superior (IMS). São Bernardo do Campo , SP, Brasil
Assunto(s):Cidades   Políticas públicas   Paisagem   Patrimônio cultural

Resumo

Durante o desenvolvimento da pesquisa para obtenção do título de Doutor em Arquitetura e Urbanismo no Curso de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da USP, foi desenvolvido estudo sobre o tema da proteção do patrimônio cultural com foco na paisagem formada ao longo da Estrada de Ferro de Santos a Jundiaí, a primeira ferrovia paulista (Passarelli, 2005), especialmente com relação aos conjuntos urbanos implantados a partir do funcionamento das primeiras estações ferroviárias onde está preservada a gênese da formação destes núcleos urbanos que Richard Langenbuch (1979: 97 a 113) denominou de "povoados-estação".Ao desenvolver este estudo foi possível identificar a permanência de vestígios da gênese dos "povoados-estação" junto a paisagem ao redor das estações ferroviárias das demais cidades do Grande ABC - São Caetano, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra - e da estação da Lapa, na cidade de São Paulo, o que confere uma identidade regional e metropolitana na paisagem que merece investigação maior e o estabelecimento de uma política de preservação da paisagem.Concomitantemente às atividades do programa de Pós-Graduação da FAU USP, entre os anos 2004 e 2008, participamos de pesquisa que teve por objetivo a investigação do patrimônio cultural do Grande ABC, denominada "7Cidades: uma leitura perceptiva do Grande ABC" (Cole, 2008), realizada a partir de uma parceria entre a Universidade Municipal de São Caetano do Sul e o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, com apoio do Programa de Políticas Públicas da FAPESP, onde foi elaborada metodologia de caracterização da paisagem e identificação de bens de interesse de preservação a partir da realização de incursões cognitivas na cidade e de registro gráficos e visuais de cenas urbanas.Dessa experiência, por meio de reflexão sobre as imagens produzidas nas incursões cognitivas, foram identificados cerca de 1.500 bens que, em sua maioria não demonstram qualidades artísticas ou de monumentalidade que fazem parte do senso comum sobre o patrimônio cultural, mas que caracterizam fortemente a paisagem regional do antigo subúrbio que se formou nas passagens entre o litoral e capital e que contém marcas do trabalho e do trabalhador, da moradia e do cotidiano das cidades que formam a região do Grande ABC.É a partir dos elementos identificados nessas duas pesquisas que se pretende desenvolver o estudo de Pós-Doutorado junto à linha de pesquisa "Gestão Cidadã em Comunidades situadas em Regiões Metropolitanas" da Universidade Metodista de São Paulo, com a supervisão do Prof. Dr. Luiz Roberto Alves que tem como o objetivo de investigar as visões que agentes públicos, representantes de grupos culturais que abordam o tema e a imprensa escrita têm do patrimônio cultural da região, buscando avaliar os valores que são atribuídos aos bens já consagrados - bens tombados ou em processo de tombamento pelos órgãos de defesa do patrimônio - e aos bens identificados na pesquisa 7Cidades (Cole, op. cit.) e na Tese de Doutorado (Passarelli, op. cit.).Com esses estudos pretende-se aprofundar o debate sobre o tema na região do Grande ABC, debate este que nos últimos 20 anos têm se dado em diferentes fóruns, seja dentro dos organismos de administração pública local ou regional, seja em grupos organizados da sociedade civil, e se propõe a oferecer contribuições, em nível de diagnósticos, para a formulação de programas de educação patrimonial e de planos de preservação do patrimônio cultural local e regional.A realização dos estudos pós-doutorais se dará por meio de pesquisa bibliográfica para atualização dos conceitos sobre patrimônio cultural e avaliação de valores atribuídos ao patrimônio cultural local por meio de investigação em artigos publicados no jornal Diário do Grande ABC, importante veículo formador de opinião na região, e de entrevistas com técnicos do setor publico e representantes de grupos organizados da sociedade civil. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.