Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do losartan sobre a sensibilidade insulínica em animais obesos pelo tratamento com glutamato monossódico (MSG) - avaliação das etapas iniciais da sinalização da insulina

Processo: 07/58875-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Aparecida Emiko Hirata
Beneficiário:Arthur Sevalho Goncalves
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Angiotensina II   Resistência à insulina   Obesidade

Resumo

A resistência à insulina (R-INS) pode ser definida como uma redução importante na captação de glicose estimulada pela insulina, caracterizando uma diminuição da sensibilidade à insulina dos diversos tecidos do corpo, como por exemplo, músculo esquelético e tecido adi poso. O entendimento do estado de R-INS tem aumentado tanto do ponto de vista clínico quanto do ponto de vista experimental em função de sua associação com a doença cardiovascular. São bem estabelecidas as ações da Ang U no sistema cardiovascular. A ligação da Ang II ao receptor AT1 ativa várias vias de transmissão de sinal as quais levam a efeitos imediatos, de curto prazo e os de longo prazo. Demonstrou-se que a Ang II induz um estado de estresse oxidativo, afetando a via de sinalização da insulina sem afetar a ativação de PI3K induzida por insulina. Além disso, estudos sugerem que a síndrome metabólica é uma doença relacionada principalmente com estresse oxidativo elevado e que este estado leva a uma alta variedade de fatores diabetogênicos mediados pela Ang II. Sabendo-se que existe uma interação entre o SRA e a sensibilidade à insulina e com a finalidade de verificar esta possibilidade investigaremos, em ratos MSG e controle, os efeitos do tratamento de inibidores do SRA na sensibilidade à insulina. Para cumprir tal propósito efetuaremos a caracterização da via de sinalização da insulina e suas diferenças entre ratos tratados e não-tratados comum Bloqueador do receptor AT1. (AU)