Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do tratamento não farmacológico sobre parâmetros da síndrome metabólica de adolescentes obesos

Processo: 09/13867-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Ismael Forte Freitas Júnior
Beneficiário:Raoni Bernardes Malta
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Fatores de risco   Síndrome metabólica   Obesidade   Atividade física

Resumo

No Brasil, a obesidade é considerada uma desordem nutricional de maior prevalência na população. Análises comparativas de levantamentos sobre o estado nutricional revelaram a tendência de aumento na ocorrência deste fenômeno e a redução da desnutrição, principalmente em crianças e adolescentes. Dentre as patologias associadas à obesidade, a síndrome metabólica (SM) tem chamado especial atenção, devido sua alta ocorrência entre jovens obesos, entretanto, mesmo com o presente quadro, ainda não há investigações sobre a eficácia da atuação multidisciplinar no controle dos componentes da síndrome metabólica entre jovens brasileiros. Sendo assim, o objetivo do presente estudo será avaliar os efeitos da intervenção por meio de atividade física, orientação nutricional e acompanhamento psicológico sobre a composição corporal e variáveis que caracterizam a SM em crianças e adolescentes, submetidos a uma intervenção com exercícios físicos, estruturados por uma equipe multidisciplinar. A amostra será formada por 20 indivíduos obesos do sexo masculino (10 do grupo exercício e 10 do grupo controle) com, pelo menos, três fatores de risco para a SM, com idade entre 12 e 15 anos. Serão feitas medidas de circunferência de cintura, massa corporal, estatura, avaliação da composição corporal pela densitometria óssea, aferição da pressão arterial, análises bioquímicas do plasma: colesterol, triglicérides, glicemia e insulina. A intervenção com atividade física se dará em três sessões semanais durante 20 semanas no primeiro semestre de 2010, e serão ministradas por alunos do curso de Educação Física, supervisionados pelo responsável pelo presente projeto. Haverá acompanhamento psicológico (denominado vivência psicológica) e orientação quanto a cuidados com alimentação semanal. Essas atividades serão feitas em grupo, pelos alunos, que serão supervisionados por profissionais das respectivas áreas. (AU)