Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular de genes diferencialmente expressos em cana-de-açúcar quando submetida a estresse abiótico

Processo: 10/09409-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sonia Marli Zingaretti
Beneficiário:Peterson Moreno Nascimento
Instituição Sede: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Etiquetas de sequências expressas   Cana-de-açúcar   Biologia molecular vegetal
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:ESTs | expression | sugar cane | water stress | Biologia Molecular de Plantas

Resumo

A cana-de-açúcar, planta pertencente à família Poaceae, apresenta-se como cultura agrícola em grande expansão de interesse mundial. A tradição brasileira de cultivo de cana-de-açúcar é histórica, desde os tempos imperiais, e a tecnologia em torno da cultura, de seus produtos e derivados, evoluiu muito e continua evoluindo. Primeiro, com base em observações empíricas de campo pelos próprios canavieiros e, hoje em dia, com forte apoio da ciência e da pesquisa (VAZQUEZ et al, 2007). Por ter como principal subproduto o etanol, recebe posição de destaque entre as culturas brasileiras. Na última década, após a conclusão do projeto Genoma da cana (SUCEST), diversas melhorias já puderam ser aplicadas a cultura, no sentido de proporcionar o desenvolvimento de cultivares mais adaptados e resistentes as pragas e doenças. Com a ampliação da área plantada de cana no país, dadas as características edafoclimáticas especificas de cada região tornasse importante o desenvolvimento de cultivares resistentes a estresse hídrico. As plantas reagem às condições de estresse ativando um conjunto de genes que associados conferem às mesmas características de resistência. Neste sentido esse trabalho objetiva identificar por seqüenciamento a sequência completa de genes diferencialmente expressos em resposta a estresse hídrico, bem como confirmar os níveis de expressão gênica dos mesmos em cultivares considerados resistentes e sensíveis as condições de estresse. Fazendo uso de softwares de bioinformática, e comparação com os bancos de dados (Genbank) será possível associarmos uma função a esses genes o que irá contribuir posteriormente para o desenvolvimento de cultivares melhoradas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)