Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise Genética de fatores de virulência associados a cepas de Escherichia coli isoladas de bovinos com mastite.

Processo: 08/08500-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:José Moacir Marin
Beneficiário:Conrado Ingraci De Lucia
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Mastite bovina   Fatores de virulência   Escherichia coli   Bacteriologia

Resumo

Mastite é uma reação inflamatória da glândula mamária, normalmente causada por uma infecção bacteriana e é, economicamente a doença mais importante em propriedades produtoras de leite no Brasil e no mundo, pois causa baixa produtividade do leite e reduz a sua qualidade.Epidemiologicamente, a mastite bovina divide-se em mastite contagiosa e ambiental. A mastite ambiental caracteriza-se pelo fato do reservatório do patógeno estar localizado no próprio ambiente das vacas leiteiras, sendo as bactérias Gram-negativas as mais freqüentes, principalmente a Escherichia coli.A severidade e o curso clínico da doença variam bastante e são principalmente dependentes da resposta imunológica da vaca. No entanto, a virulência da linhagem bacteriana envolvida pode também representar um papel relevante para a doença .Ainda persistem dúvidas a respeito dos fatores de virulência bacterianos realmente envolvidos com a mastite. Assim, o objetivo deste projeto é avaliar alguns fatores de virulência envolvendo adesinas (pap, afa, sfa), sistema de captação de ferro (aerobactina) e fator citotóxico necrosante (CNF) e estabelecer a sua relação com a patogenicidade de cepas de E.coli isoladas de vacas apresentando mastite.