Busca avançada
Ano de início
Entree

Retenção de cálcio e fluoreto na superfície de s. mutans e sua liberação em função do pH - estudo in situ

Processo: 09/11464-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Livia Maria Andaló Tenuta
Beneficiário:Cristiane Dione Palacios Kawachi
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Bactérias   Flúor   Cariologia   Cálcio

Resumo

A utilização de fluoreto tem sido considerada extremamente importante no controle da cárie dental, devido a seu efeito na diminuição da desmineralização e ativação da remineralização do esmalte e dentina. Para isso, o fluoreto deve ser mantido no meio ambiente bucal, em especial no biofilme dental, e meios que promovam sua retenção nesse local deveriam se investigados. Após a utilização de agentes fluoretados, o fluoreto pode ficar retido no biofilme dental ligado a íons cálcio (Ca) presentes na superfície bacteriana. Desse reservatório, o fluoreto pode ser liberado, o que seria importante durante a queda de pH que ocorre no biofilme dental frente a um desafio cariogênico. Assim, objetivo desse projeto é estudar a retenção do F ligado a bactérias do biofilme dental, bem como sua liberação em pHs decrescentes. Dois estudos in situ serão realizados, utilizando placa teste produzida in vitro a partir de Streptococcus mutans, a fim de obter condições controladas para a ligação do Ca e F à superfície bacteriana. Posteriormente, a liberação desses íons a partir dos sítios bacterianos será estudada, avaliando-se o efeito de tampões em pHs decrescentes nessa liberação.