Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular e citogenética de culturas de células de tumores adrenais humanos

Processo: 09/17590-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Claudimara Ferini Pacicco Lotfi
Beneficiário:Natalina Pinto e Nose
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cultura de células   Endocrinologia

Resumo

As linhagens SW-13 e NCI-H295 tumorais humanas e a linhagem Y1 de camundongo são os sistemas in vitro mais utilizados para o estudo de tumores adrenais. Apesar das contribuições consideráveis desses sistemas para o entendimento dos mecanismos moleculares e bioquímicos do surgimento e progressão desses tumores, eles apresentam limitações. Por serem tumores raros e com uma ampla gama de manifestações clínicas, a obtenção e o estabelecimento de culturas celulares representativas dos diversos subtipos tumorais é uma valiosa ferramenta no estudo dos processos fisiopatológicos responsáveis pela gênese e progressão da doença. Com esse intuito nos últimos anos nosso laboratório tem se empenhado em obter, estabelecer e caracterizar culturas de células derivadas de fragmentos de tumores do córtex da suprarrenal. Para que estas possam ser utilizadas como modelos e definidas como linhagens, é necessário que sejam caracterizadas sob os pontos de vista molecular e citogenético. Esse projeto de IC faz parte do Projeto de Caracterização de Culturas de Células de Tumores Adrenais Humanos (Processo Fapesp 2009/01338-0), e tem como objetivo a identificação "molecular" das células de tumores do córtex adrenal em cultura através de marcadores polimórficos do genoma utilizando processo de DNA "fingerprints" e confirmar a espécie de origem, além de alterações cromossômicas específicas, através da preparação das culturas para análise do cariótipo. Além disso, através da indução da expressão da enzima telomerase humana (hTERT) testaremos a possibilidade de imortalizar as culturas de células de tumores adrenais.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.