Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da atratividade dos projetos de software livre ao longo dos seus Ciclos-de-Vida: um estudo Longitudinal-Empírico

Processo: 09/02046-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Fabio Kon
Beneficiário:Carlos Denner dos Santos Júnior
Instituição-sede: Instituto de Matemática e Estatística (IME). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia de software   Estratégia organizacional   Software livre   Código aberto   Qualidade de software

Resumo

A liberação do código-fonte de software na Internet tornou-se uma estratégia adotada por organizações públicas e privadas em todo o mundo. Ao utilizar esta estratégia e adotando-se licenças de software livre, beneficia-se os interessados nas funções desempenhadas pelo software e os interessados nos conhecimentos embutidos em seu código-fonte. Neste modelo, os proprietários do software abrem mão de sua exclusividade de uso e desenvolvimento com o objetivo de atrair participantes que possam contribuir para o aprimoramento do projeto, de preferência voluntariamente. Desta forma, é necessário que estas iniciativas tenham sucesso na perspectiva de quem decide abrir o código para que elas continuem a acontecer no futuro, com cada vez mais frequência, beneficiando toda a sociedade.Uma das formas de maximizar a probabilidade deste sucesso ocorrer é através do desenvolvimento de pesquisa focada na dinâmica destas comunidades de desenvolvimento de software livre, gerando informações de suporte aos tomadores de decisão e fomentando esta prática. O projeto de pesquisa de pós-doutoramento aqui proposto apresenta um segundo passo nesta direção. Em sua pesquisa de doutoramento, Carlos Santos Jr. apresentou um conceito-chave para o estudo dos projetos de software livre. A atratividade destes projetos foi demonstrada empiricamente ser de crucial importância para eles, sendo a característica definidora da quantidade de downloads e membros de um projeto, além de ser capaz de explicar cerca de 50% da variância da quantidade de conteúdo gerado nestas comunidades. Mas apesar de informativos, os resultados apresentados são limitados na medida em que as análises estatísticas não levaram em consideração o fator tempo, impedindo uma análise mais criteriosa da possibilidade da estrutura de causa-e-efeito proposta de fato existir. Assim, neste pós-doutorado, propomos expandir a coleta de dados e revisar o modelo originalmente proposto para realizar uma análise longitudinal da teoria proposta, utilizando a técnica de modelagem de crescimento latente com equações estruturais a fim de avaliar a evolução dos dados ao longo do tempo de vida de um projeto. Desta forma, pretendemos avançar o estado-da-arte no que diz respeito ao conhecimento sobre o comportamento das comunidades de desenvolvimento de software livre, levando a uma melhor compreensão dos mecanismos que levam ao sucesso ou ao fracasso de projetos de sofware livre.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOS SANTOS, JR., CARLOS DENNER. Changes in free and open source software licenses: managerial interventions and variations on project attractiveness. JOURNAL OF INTERNET SERVICES AND APPLICATIONS, v. 8, AUG 7 2017. Citações Web of Science: 3.
SANTOS, CARLOS; KUK, GEORGE; KON, FABIO; PEARSON, JOHN. The attraction of contributors in free and open source software projects. JOURNAL OF STRATEGIC INFORMATION SYSTEMS, v. 22, n. 1, p. 26-45, MAR 2013. Citações Web of Science: 21.
CARLOS DENNER DOS SANTOS JR. Atratividade de projetos de software livre: importância teórica e estratégias para administração. RAE-REVISTA DE ADMINISTRACAO DE EMPRESAS, v. 50, n. 4, p. 424-438, Dez. 2010.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.