Busca avançada
Ano de início
Entree

Maioridade x maturidade: ciencia nos 18 anos de superinteressante.

Processo: 05/56461-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2005
Vigência (Término): 30 de setembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Jornalismo e Editoração
Pesquisador responsável:Rosana de Lima Soares
Beneficiário:Mariana de Toledo Delfini
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do discurso   Jornalismo científico   Linguagem

Resumo

Todas as discussões que propõe a análise do Jornalismo Científico constatam um abismo entre sua teoria e prática. Pretendemos analisar se a revista superinteressante sofreu transformação na imagem que mostra da ciência ao longo de sua existência como é sugerido pelo senso comum, que considera que a revista já publicou ciência com correção. A prática do jornalismo é uma atividade discursiva, sendo composta de diferentes textos que dialogam com outros existentes, compondo um quadro de onde é possível extrair o discurso predominante. A análise do discurso permite estudo desse material, de modo a avaliar inconsciente e ideologia no discurso, sendo, portanto, uma metodologia que vai ao encontro da nossa necessidade de busca da identidade da ciência formada pela revista Superinteressante. Além disso, pretendemos analisar se a forma de publicação da ciência pela revista já seguiu as indicações de objetivos e funções do Jornalismo Científico, propostos por Bueno (as funções podem ser resumidas em informativa, educativa, social, cultural, econômica e político-ideológica, e os objetivos seriam criação de uma consciência nacional e continental de apoio e estímulo à investigação científica e tecnológica; divulgação de novos conhecimentos e técnicas, possibilitando o seu desfrute pela população; preocupação com o sistema educacional que fornece recursos humanos qualificados para desempenhar a tarefa de investigação; estabelecimento de uma infra-estrutura de comunicação e consideração das novas tecnologias e conhecimentos como bens culturais; e incremento da comunicação entre investigadores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)