Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de materiais mesoporosos para aplicações em fotoluminescência

Processo: 07/50338-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2007
Vigência (Término): 30 de abril de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Marco Antonio Utrera Martines
Beneficiário:Juliana Jorge
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/13702-4 - Materiais mesoporosos à base de sistemas de tensoativos estruturados: aplicação em luminescência, AP.JP
Assunto(s):Luminescência   Surfactantes   Complexos

Resumo

Um novo domínio de materiais porosos, principalmente os constituídos de sílica, com tamanho de poros controlados (2-10 nm), superfície específica (1000 m2.g-1) e volume de poros (1 cc.g-1) elevados, surgiu a partir de 1992 com a descoberta dos materiais cristalinos mesoporosos pelos pesquisadores da "Mobil Research and Development Corporation" [1,2]. Materiais mesoporosos são obtidos por método envolvendo micelas de surfactantes e de precursores Inorgânicos. Este pedido de bolsa tem como metas a consolidação da linha de pesquisa no desenvolvimento de novos materiais e suas aplicações, principalmente em fotoluminescência que vem sendo financiado pela FAPESP e a formação de recursos humanos tanto em ensino como em pesquisa. Neste contexto, os principais objetivos são: preparação de sílica mesoporosa, modificação de sílica mesoporosa com 3-aminopropyltriethoxysilane (APTES), encapsulação de corantes luminescentes em sílica mesoporosa modificada e não modificada com APTES; numa segunda etapa, preparação e encapsulação de complexos de íons lantanídeos de interesse biológico. O efeito da encapsulação e da modificação da superfície da sílica mesoporosa será avaliado pelas seguintes técnicas de caracterização: espalhamento de raios X a baixo ângulo, sorção-dessorção de nitrogênio a 77K, microscopia eletrônica de varredura, análise termogravimétrica, espectroscopia infravermelho, espectroscopia eletrônica ultravioleta-visível e espectroscopia de luminescência. (AU)