Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto da interação universidade-empresa na produtividade dos pesquisadores: uma análise para as ciências exatas e da terra nas universidades estaduais paulistas

Processo: 09/15696-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economia Industrial
Pesquisador responsável:Sérgio Kannebley Júnior
Beneficiário:Rodrigo Baggi Prieto Alvarez
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Bibliometria   Transferência de tecnologia   Produção científica

Resumo

A comercialização do conhecimento produzido pelos pesquisadores das universidades brasileiras revela um novo papel destas no crescimento e desenvolvimento econômico. Nos países desenvolvidos é comum a manutenção de departamentos de pesquisa e desenvolvimento por parte do setor privado. No Brasil, por sua vez, os setores mais competitivos da indústria dependem fortemente dos resultados dos trabalhos desenvolvidos pelos pesquisadores que atuam na fronteira da tecnologia. As interações empresa-universidade podem gerar efeitos positivos, como o aumento da produtividade devido a recursos adicionais. Por outro lado, podem alterar o perfil de publicações para ciência aplicada, atendendo às necessidades do setor privado, ou diminuir a dedicação dos docentes às atividades acadêmicas. Estas relações entre empresas e pesquisadores podem ser viabilizadas por meio, por exemplo, de fundações, joint ventures e incubadoras tecnológicas. Há evidências de que tais parcerias sejam caracterizadas por um ciclo virtuoso, de vantagens bi-direcionais. A revisão da literatura empírica indica também que outras variáveis influenciam a produtividade, como sexo, idade, posição acadêmica e local do doutorado. Este projeto propõe isolar o impacto da parceria universidade-empresa na quantidade e natureza da produção docente. Será feito um modelo de dados em painel, que serão tabulados com o auxílio de dados coletados no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq e informações obtidas na Plataforma Lattes para o período de 2000 a 2008. As publicações e citações acadêmicas serão extraídas da base de dados do Institute for Scientific Information.