Busca avançada
Ano de início
Entree

Influencia do treinamento muscular excentrico sobre os efeitos do exercicio aerobio previo na forca muscular.

Processo: 06/04073-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2007
Vigência (Término): 10 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Benedito Sérgio Denadai
Beneficiário:Fabrizio Caputo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia do exercício   Treinamento aeróbio   Força muscular

Resumo

O objetivo deste estudo será verificar se um programa de treinamento neuromuscular pode modificar a influência do exercício aeróbio prévio na força muscular subsequente medida em diferentes condições de velocidade e tipo de contração. Participarão deste estudo 30 indivíduos sedentários do gênero masculino aparentemente saudáveis, com idades entre 20 e 25 anos, que serão divididos em um grupo controle e um grupo experimental. Os indivíduos realizarão, antes e após um período de oito semanas, testes progressivos até a exaustão para a determinação do limiar anaeróbio (LAn) e do consumo máximo de oxigênio na esteira rolante. Posteriormente, realizarão em ordem aleatória e em dias diferentes os seguintes testes: 1) cinco contrações máximas para a determinação dos torques máximos concêntrico (60 e 180 graus/seg) e excêntrico (-60 e -180 graus/seg) dos extensores do joelho em diferentes velocidades e; 2) Os mesmos testes citados anteriormente, precedidos por uma sessão de exercício aeróbio. O exercício aeróbio será realizado na corrida a 95% LAn, com um gasto total de 500 kcal. Durante o período de 8 semanas, o grupo controle (n = 15) continuará realizando suas atividades cotidianas. Já o grupo experimental (n = 15) realizará um programa de treinamento neuromuscular com contrações exclusivamente excêntricas em alta velocidade (180 graus/seg) com um total de 24 sessões no dinamômetro isocinético. A normalidade dos dados será verificada através do teste de Shapiro-Wilk. Para as variáveis que apresentarem distribuição normal, as comparações serão realizadas pela análise de variância two-way (grupo vs. treinamento), complementada pelo teste de Scheffé. As variáveis que não apresentarem distribuição normal serão comparadas pelo teste não paramétrico de Mann Whitney (entre grupos) e Wilcoxon (intra grupos). Em todos os testes será adotado um nível de significância de p < 0,05.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)