Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da quercetina e do extrato de calêndula officinalis sobre lesões cutâneas induzidas pela exposição crônica à radiação UVB

Processo: 09/15556-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Maria José Vieira Fonseca
Beneficiário:Yris Maria Fonseca
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Pele   Estresse oxidativo   Quercetina

Resumo

A exposição crônica da pele á radiação UVB pode proporcionar uma variedade de efeitos deletérios à pele humana, incluindo a indução de fotoenvelhecimento prematuro, supressão do sistema imune e a geração de câncer de pele. Em decorrência da destruição da camada de ozônio pela poluição, a incidência de RUV sobre a terra tem aumentado, e conseqüentemente, o número de casos de câncer de pele tem elevado cada vez mais. Estudos revelam que durante vários meses do ano o território brasileiro apresenta, em condições de céu claro, índice ultravioleta (IUV) considerados extremos pela Organização Mundial da Saúde, por serem maiores que 9. No Brasil, o câncer de pele continua sendo o tipo mais incidente para ambos os sexos. O número de casos novos de câncer de pele não melanoma estimados para em 2008 é de 55.890 casos em homens e de 59.120 em mulheres, de acordo com a estimativa de incidência de câncer publicada pelo INCA. Atualmente, há um grande interesse no uso de extratos vegetais, visando reduzir o risco de tumores cutâneos e o envelhecimento precoce. Nosso laboratório tem desenvolvido formulações tópicas adicionadas de quercetina e extrato de calêndula, os quais demonstraram reverter alguns dos efeitos tóxicos agudos da radiação UVB na pele de camundongo sem pêlos. No entanto, parece que a quercetina e o extrato de calêndula exercem seus efeitos sobre á pele de formas distintas. Embora, diversos trabalhos descrevam a atividade farmacológica destas substâncias, não há estudos direcionados a avaliação do potencial terapêutico da quercetina e do extrato de calêndula frente aos efeitos tóxicos induzidos pela radiação UVB crônica. Assim, o presente trabalho tem como objetivo avaliar e diferenciar o efeito de formulações tópicas contendo extrato de calêndula (Calendula officinalis) ou quercetina frente aos danos crônicos causados pela radiação UVB em camundongos sem pêlos.