Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da viabilidade de preparação de nano/microparticulas de metalofármacos de cobre/anti-inflamatorios encapsulados em derivados da celulose

Processo: 07/56746-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2007
Vigência (Término): 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Denise de Oliveira Silva
Beneficiário:Andrea Cristina Pio Santos
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/60596-8 - Espécies complexas com potencial aplicação em bioinorgânica, catálise, farmacologia e química ambiental: concepção, preparação, caracterização e reatividade, AP.TEM
Assunto(s):Metalofármacos   Complexos de cobre   Portadores de fármacos   Anti-inflamatórios

Resumo

Complexos de Cu (II) com fármacos anti-inflamatórios não-esteróides (FAINEs) apresentam importância na bioinorgânica voltada ao desenvolvimento de metalofármacos. O interesse por estes complexos deve-se ao seu potencial anti-inflamatório e, principalmente, ao fato de apresentarem efeitos colaterais bastante reduzidos em relação aos correspondentes FAINEs orgânicos de uso clínico. Em alguns lugares do mundo, o Cu-indometacina (Cu-Indo) já é usado em veterinária e mais recentemente, uma nova formulação (Cuprindo ®) está em fase de testes clínicos para tratamento de seres humanos. Pesquisas sobre complexos metálicos (Cu, Ru) com FAINEs estão am andamento em nosso laboratório há alguns anos. Diversos complexos Cu-FAINEs já foram preparados, caracterizados e testados quanto à atividade farmacológica, gerando resultados interessantes. A imobilização de Cu-FAINEs no hidróxido duplo lamelar Hidrotalcita (Mg - AI-HDL) também foi realizada, produzindo materiais híbridos bioinorgânicos. O material Cu-Indo/HDL, em que o complexo se intercala no HDL, apresentou maior potencial anti-inflamatório e menor ação ulcerogênica do que o complexo e o FAINE orgânico livres (Pedido de Patente de Invenção, depos. 2007). Neste plano de pesquisa de IC pretende-se começar uma investigação sobre possibilidade de preparar nano- e/ou micropartículas de Cu-FAINEs encapsulados em derivados da celulose, como acetato e hidroxipropilmetilcelulose, por exemplo. Em paralelo serão também efetuados estudos com os FAINEs orgânicos não-complexados. O principal objetivo é analisar a viabilidade de se obterem sistemas para liberação controlada das drogas metaladas. Os experimentos serão realizados empregando-se a técnica de spray-dryer. O equipamento foi recém-adquirido (2007) em projeto temático FAPESP e, portanto, para o desenvolvimento deste trabalho, terão inicialmente de ser investigadas condições experimentais para selecionar parâmetros de uso do equipamento. Os materiais híbridos obtidos serão caracterizados essencialmente por meio de técnicas disponíveis em nosso laboratório. Em caso de necessidade de uso de técnicas das quais não dispomos serão efetuados contatos com outros grupos de pesquisa. (AU)