Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do parasitismo na morfo-fisiologia e atividade molecular do intestino médio de lagartas Diatraea saccharalis (Lepidoptera: Crambidae) parasitadas por Cotesia flavipes (Hymenoptera: Braconidae)

Processo: 06/53830-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Fernando Luis Cônsoli
Beneficiário:Daniela de Oliveira Pinheiro
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/00355-7 - Interações hospedeiro-parasitóide no desenvolvimento de técnicas para o controle biológico de pragas, AP.JP
Assunto(s):Controle biológico   Cotesia flavipes   Diatraea saccharalis

Resumo

Apesar do uso bem sucedido do endoparasitóide larval Cotesia flavipes, para o controle biológico de Diatraea saccharalis, inseto praga que afeta o cultivo e aproveitamento industrial da cana-de-açúcar, pouco se sabe acerca dos mecanismos dessa interação hospedeiro-parasitóide que garantem o seu sucesso. Parasitóides induzem alterações em vários processos fisiológicos de seus hospedeiros, incluindo o controle da síntese e degradação de hormônios, digestão, assimilação e alocação de nutrientes e regulação gênica, para garantirem a colonização do hospedeiro. Assim, informações provenientes das interações hospedeiro-parasitóide podem permitir o desenvolvimento de métodos biológicos alternativos ou a descoberta de novos sítios-alvo de ação para o controle de pragas. Vários dos processos fisiológicos manipulados pelo parasitóide envolvem, direta ou indiretamente, a regulação de eventos fisiológicos originados ou desencadeados pelo tubo digestivo. Além de esse órgão ser responsável pela digestão e absorção de nutrientes, suas células endócrinas (CE) liberam hormônios peptídeos que podem induzir ou inibir outros processos fisiológicos, tais como diurese, digestão, desenvolvimento e reprodução. Entretanto, são restritos os estudos destinados a avaliar os efeitos do parasitismo sobre a estrutura e funcionamento do tubo digestivo. Assim, a compreensão de suas alterações histopatológicas e moleculares, em especial do intestino médio (IM), em insetos parasitados, são fundamentais na busca de moléculas ou processos metabólicos que levem ao desenvolvimento de novas estratégias no combate aos insetos-praga. Dessa forma, esse trabalho objetiva: 1) verificar alterações na expressão gênica do IM em insetos parasitados; 2) identificar e caracterizar as alterações morfológicas das CE dessa porção do tubo digestivo e 3) verificar alterações na produção de hormônios peptídeos pelas CE do intestino médio de lagartas parasitadas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PINHEIRO, D. O.; ZUCCHI, T. D.; ZUCCHI, O. L. A. D.; NASCIMENTO FILHO, V. F.; ALMEIDA, E.; CONSOLI, F. L. Inorganic elements in the fat bodies of Diatraea saccharalis (Lepidoptera: Crambidae) larvae parasitized by Cotesia flavipes (Hymenoptera: Braconidae). COMPARATIVE BIOCHEMISTRY AND PHYSIOLOGY B-BIOCHEMISTRY & MOLECULAR BIOLOGY, v. 156, n. 4, p. 273-278, AUG 2010. Citações Web of Science: 6.
PINHEIRO, DANIELA O.; ROSSI, GUILHERME D.; CONSOLI, FERNANDO L. External morphology of Cotesia flavipes (Hymenoptera: Braconidae) during larval development. Zoologia, v. 27, n. 6, p. 986-992, 2010. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.