Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo fitoquímico monitorado de Casearia decandra Jacq.(Salicaceae)

Processo: 08/03604-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Dulce Helena Siqueira Silva
Beneficiário:Tiago de Oliveira Gonçalves
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/07932-7 - Busca de compostos naturais antitumorais, antioxidantes, antiinflamatórios, antidiabéticos, inibidores de acetilcolinesterase e mieloperoxidase no Cerrado e na Mata Atlântica, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Bioprospecção   Produtos naturais   Cromatografia

Resumo

Dentre as espécies do gênero Casearia, merece destaque a Casearia sylvestris (guaçatonga), espécie de ampla ocorrência no Brasil e empregada na medicina popular como antiofídica, cicatrizante, antiinflamatória, antiúlcera etc. Alguns estudos utilizando extratos aquosos ou hidroalcoólicos de C. sylvestris confirmam algumas atividades importantes, como anti-hemorrágica e inibidora de fosfolipases de serpentes e anti-ulcerogênica. Estudos fitoquímicos com folhas de C. sylvestris revelaram grande diversidade de diterpenos clerodânicos - as casearinas - com significativa atividade citotóxica e/ou antiproliferativa frente algumas linhagens de células tumorais. Reforçam o potencial dessa espécie as patentes depositadas no Japão e no Brasil. Em levantamento realizado em bases de dados disponíveis eletronicamente (SciFinder Scholar® e Web of Science-ISI), foi encontrado apenas um estudo sobre C. decandra que relata o teor de metais presentes nas folhas. Um outro estudo relata os constituintes dos óleos essenciais das flores e folhas.O presente projeto visa contribuir para o conhecimento fitoquímico, bem como a prospecção de substâncias antioxidantes naturais de C. decandra que possam vir a ser uma alternativa ao uso dos antioxidantes sintéticos. Assim, estamos propondo o fracionamento monitorado dos extratos de folhas e galhos dessa espécie para a obtenção de frações ativas. A seguir, as substâncias presentes nestas frações serão purificadas através de métodos cromatográficos e suas estruturas caracterizadas através de técnicas espectrométricas (UV, IV, Massas, RMN).Espera-se também que com o desenvolvimento deste projeto o aluno desenvolva suas habilidades nas técnicas e métodos fitoquímicos, aprimorando sua formação acadêmica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.