Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos sobre relação vírus da leprose dos citros, tipo citoplasmático (CiLV-C) e seu ácaro vetor Brevipalpus phoenicis (Acari: Tenuipalpidae)

Processo: 08/57477-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Elliot Watanabe Kitajima
Beneficiário:Aline Daniele Tassi
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/52691-9 - Manejo da leprose dos citros, AP.TEM
Assunto(s):Vírus   Leprose   Vetores de doenças   Ácaros   Brevipalpus phoenicis

Resumo

Apesar de ter havido grandes avanços nos conhecimentos sobre CiLV-C como o sequenciamento do seu genoma, alterações citológicas, detecção do vírus nos tecidos do vetor, hospedeiras alternativas, etc. há ainda informações básicas pendentes sobre as relações vírus/vetor. Assim este projeto propõe-se determinar parâmetros da relação vírus da leprose dos citros, tipo citoplasmático (CiLV-C) e seu vetor, o ácaro tenuipalpídeo Brevipalpus phoenicis tais como período mínimo de alimentação para aquisição (PAA) ou inoculação (PAI) do vírus, eficiência de transmissão dos diferentes estágios de desenvolvimento (larva, ninfa, adulto) e sexo (macho x fêmeas) do ácaro, eficiência de transmissão de diferentes populações, possibilidades de transmissão por outras espécies de Brevipalpus como B. califomicus e B. obovatus transmitirem CiLV-C. Uma das razões da escassez destes dados era a demora de plantas cítricas exibirem sintomas iniciais após a inoculação (4-6 semanas). A descoberta de que feijoeiros respondem com tesões localizadas em 5-6 dias após inoculação pelos ácaros gerou um modelo conveniente para este tipo de estudo e que será explorado neste projeto. É um projeto de simples execução, embora elaborado em seus detalhes e adequado para um bolsista de IC. Envolverá também marginalmente métodos moleculares, imunológicos e morfológicos para confirmação da presença do CiLV-C nos tecidos de plantas e do ácaro. A candidata à bolsa tem bom histórico escolar e tem alguma experiência com este tipo de trabalho e conhecimentos de virologia e acarologia. Dispõe-se de infraestrutura adequada e recursos financeiros para os trabalhos previstos bem como de assessoria de especialistas em acarologia e trabalhos moleculares/imunológicos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TASSI, ALINE DANIELE; GARITA-SALAZAR, LAURA CRISTINA; AMORIM, LILIAN; NOVELLI, VALDENICE MOREIRA; FREITAS-ASTUA, JULIANA; CHILDERS, CARL C.; KITAJIMA, ELLIOT W. Virus-vector relationship in the Citrus leprosis pathosystem. Experimental and Applied Acarology, v. 71, n. 3, p. 227-241, MAR 2017. Citações Web of Science: 13.
GARITA, L. C.; TASSI, A. D.; CALEGARIO, R. F.; KITAJIMA, E. W.; CARBONELL, S. A. M.; FREITAS-ASTUA, J. Common Bean: Experimental Indicator Plant for Citrus leprosis virus C and Some Other Cytoplasmic-Type Brevipalpus-Transmitted Viruses. PLANT DISEASE, v. 97, n. 10, p. 1346-1351, OCT 2013. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.