Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da midia como definidora do cenario internacional: um possivel ator?

Processo: 04/15173-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação
Pesquisador responsável:Elizabete Sanches Rocha
Beneficiário:Julia Faria Camargo
Instituição-sede: Faculdade de História, Direito e Serviço Social. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do discurso   Relações internacionais

Resumo

A cobertura do conflito entre Estados Unidos e Iraque pela mídia norte-americana caracterizou-se por ser acrítica e favorável à administração Bush. O papel dessa imprensa como cão de guarda da sociedade civil dissolveu-se junto com os ataques ao World Trade Center em 11 de setembro de 2001. Devido à sua influência global, o discurso nacionalista adotado pelos meios de comunicação norte-americanos acabou produzindo efeitos no jornalismo de todo o mundo. De tal forma, analisar a atuação e influência da informação no Sistema Internacional é essencial para a compreensão do mundo contemporâneo. Nesse contexto a recente invasão ao Iraque faz suscitar novos debates nas teorias das Relações Internacionais: os mass media podem ser considerados atores do Sistema Internacional? O discurso empregado por eles é capaz de modificar as estruturas desse cenário? O presente trabalho busca analisar à luz do recente conflito o novo comportamento da mídia. Busca através da teorias políticas, da comunicação, das relações internacionais e da análise do discurso de alguns textos jornalísticos, que selecionamos durante a Guerra no Iraque (2003-2004), demonstrar o elo entre esses conglomerados e o Sistema Internacional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)