Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular e funcional do gene lepi de Lycopersicon esculentum (cv Micro-Tom), homólogo a pistillata de Arabidopsis através de expressão heteróloga em e. coli

Processo: 06/53337-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2006
Vigência (Término): 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Antonio Vargas de Oliveira Figueira
Beneficiário:Felippe Buck Campana
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Proteínas recombinantes   Expressão heteróloga   Floração

Resumo

As proteínas MADS-BOX são fatores de transcrição que se ligam ao D NA regulando positivamente ou negativamente a expressão gênica Os genes APETALA1/APETALA2 agem na formação do verticilo sépala e juntamente com os genes do grupo APETALA3/PISTILLATA na formação do verticilo pétala. Estes genes também agem na formação do verticilo estame quando estão interagindo com os genes do grupo C (AGAMOUS), enquanto estes, por sua vez, agem independentemente na formação do verticilo carpelo. Portanto, mutações nos genes de classe B promovem a conversão de pétalas em sépalas e a conversão dos estames em carpelos. Recentemente o grupo de pesquisa do Dr. Lázaro E. P. Peres ESALQ, obteve um mutante recessivo de classe B, com fenótipo semelhante ao mutante de Arabidopsis, que foi denominado castrati (cst). Este projeto visa à caracterização molecular do castrati (cst) analisando a expressão dos genes envolvidos por PCR em tempo Real e a expressão do gene pistillata (LePl) em E.coli. Para tanto, a região codificadora de LePl será amplificada por PCR e o fragmento transferido para vetores do sistema Gateway (Invitrogen). A produção da proteína recombinante será otimizada e a proteína purificada poderá ser utilizada para a produção de anticorpos e ensaios de ligação ao DNA. (AU)