Busca avançada
Ano de início
Entree

O uso da alga clorofícea Pseudokirchneriella subcapitata como biondicadora da qualidade ambiental dos sistemas lóticos e lênticos da bacia hidrográfica Itaqueri/Lobo (Itirapina/Brotas-SP)

Processo: 10/05498-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de março de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Evaldo Luiz Gaeta Espindola
Beneficiário:Eliana Medeiros Ferreira da Silva
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Limnologia   Monitoramento biológico   Ecotoxicologia

Resumo

As algas são componentes importantes na cadeia alimentar do ambiente aquático, sendo responsável não somente pela produção primária, mas também pelo estabelecimento de importantes relações bióticas que se processam em função da sua estruturação (densidade e composição) no espaço e no tempo. Assim, a utilização de microalgas em testes de toxicidade apresenta grande importância já que qualquer alteração da composição específica da comunidade fitoplanctônica pode afetar a base e a função de todo o ecossistema. Entre as diferentes abordagens de estudos ambientais, os testes ecotoxicológicos representam uma ferramenta adicional às análises físicas e químicas rotineiramente desenvolvidas nos programas de monitoramento ambiental, permitindo identificar os efeitos potenciais e efetivos (estimuladores ou inibidores) de substâncias tóxicas a biota de um dado sistema por meio de respostas biológicas. Para o fitoplâncton, o teste ecotoxicológico consiste em avaliar a inibição do crescimento algáceo, a produção de clorofila e possíveis alterações morfológicas, entre outras respostas, ao fator de estresse ocasionado em função da exposição às amostras ambientais, sempre em relação ao controle laboratorial ou ainda em áreas consideradas não contaminadas. Com base no acima exposto, o objetivo do presente estudo é avaliar os efeitos dos impactos ocasionados pelas diversas atividades antrópicas desenvolvidas na bacia hidrográfica do Itaqueri/Lobo (Itirapina/Brotas - SP) a partir dos testes de toxicidade com a alga clorofícea P. subcapitata. Para isso, amostras de água serão coletadas em sistemas lóticos e lênticos da área de estudo (14 estações de coleta), considerando os períodos seco, chuvoso e intermediários no ano de 2010, as quais serão utilizadas para caracterização de variáveis limnológicas e para a realização de testes de toxicidade.