Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação ecotoxicológica de sistemas lóticos e lênticos da bacia hidrográfica do rio Itaqueri/Lobo (Itirapina/Brotas - SP) utilizando Daphnia Similis e Ceriodaphnia Silvestrii (Cladocera) como organismos-teste

Processo: 09/17071-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Evaldo Luiz Gaeta Espindola
Beneficiário:Ana Elisa Ferrari Carvalho
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Monitoramento biológico   Ecotoxicologia

Resumo

Os estudos ecotoxicológicos, aliados a análises físicas e químicas individuais, são uma ferramenta primordial no monitoramento biológico, visto que abordam os efeitos de eventuais poluentes no ambiente em estudo, levando em consideração a resposta da comunidade biológica presente. Entre os organismos-testes, FREAR & BOYD (1967) afirmam que dafinídeos são animais ideais para uso em testes de toxicidade, pois são bastante sensíveis a poluentes e facilmente cultivados em laboratório. Sendo assim, organismos das espécies Daphnia similis e Ceriodpahnia silvestrii serão utilizados para avaliação dos impactos provocados pelas atividades antrópicas desenvolvidas na bacia hidrográfica do rio Itaqueri (um dos formadores do reservatório do Lobo/Broa), a qual se localiza entre os municípios de Itirapina e Brotas, no estado de São Paulo. O objetivo do estudo será o de avaliar a toxicidade de amostras de água e de sedimentos em diferentes períodos do ano (seco, chuvoso e intermediário em 2010) e em locais de amostragem distintos, considerando os efeitos na sobrevivência e reprodução dos organismos-testes (efeitos agudos e crônicos, respectivamente). De forma simultânea aos testes ecotoxicológicos, amostras de água e de sedimento serão coletadas para determinações físicas e químicas, possibilitando uma avaliação mais abrangente da área de estudo. Os dados serão examinados por meio de análises estatísticas para permitir o reconhecimento dos efeitos sazonais e diferenças espaciais (entre as estações de coleta), reconhecendo-se, ainda, as variáveis determinantes dessas diferenças.