Busca avançada
Ano de início
Entree

Polimorfismo do gene metilenotetrahidrofolato redutase na doença arterial coronariana obstrutiva

Processo: 03/13950-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2004
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Eny Maria Goloni Bertollo
Beneficiário:Carla Renata Graca
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Homocisteína   Polimorfismo genético

Resumo

A doença arterial coronariana obstrutiva (DAC) é caracterizada pelo depósito da placa aterosclerótica na parede arterial coronária e permanece como a principal causa das mortes ocorridas na população ocidental. Sua manifestação é dependente da interação entre fatores ambientais e genéticos. Desse modo, a identificação de variações em genes relacionados às vias metabólicas de substâncias envolvidas no surgimento de trombos, como a homocisteína, poderá contribuir para o esclarecimento do papel de fatores genéticos nas diferenças de suscetibilidade ao desenvolvimento da DAC. Este estudo tem como objetivo avaliar o nível de homocisteína plasmática e determinar a freqüência do polimorfismo C677T do gene metilenotetrahidrofolato redutase (MTHFR), que codifica a enzima envolvida com o metabolismo da homocisteína, em um grupo de pacientes com lesão coronariana obstrutiva e em um grupo sem sinais angiográficos da DAC, visando uma possível identificação de biomarcadores de suscetibilidade à DAC. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALEXANDRE RODRIGUES GUERZONI; PATRÍCIA MATOS BISELLI; MOACIR FERNANDES DE GODOY; DOROTEIA ROSSI SILVA SOUZA; RENATO HADDAD; MARCOS NOGUEIRA EBERLIN; ERIKA CRISTINA PAVARINO-BERTELLI; ENY MARIA GOLONI-BERTOLLO. Homocisteína e polimorfismos dos genes MTHFR e VEGF: impacto na doença arterial coronariana. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 92, n. 4 apr. 2009.
PATRÍCIA MATOS BISELLI; ALEXANDRE RODRIGUES GUERZONI; ENY MARIA GOLONI-BERTOLLO; MOACIR FERNANDES DE GODOY; JULIANA APARECIDA BARCELOS ABOU-CHAHLA; ÉRIKA CRISTINA PAVARINO-BERTELLI. Variabilidade genética MTHFR no desenvolvimento da doença arterial coronária. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 55, n. 3 2009.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.