Busca avançada
Ano de início
Entree

Reabilitação vestibular em pacientes com síndrome vestibular periférica irritativa

Processo: 05/60317-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Heloisa Helena Caovilla Malavasi Ganança
Beneficiário:Rafaela Martins Pereira Rodrigues
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tontura   Vertigem

Resumo

A Reabilitação Vestibular atualmente tem sido considerada um instrumento eficaz no combate aos sintomas e sinais clínicos relacionados às disfunções vestibulares. Os exercícios de Reabilitação Vestibular serão realizados sob supervisão com retornos e avaliações frequentes O atendimento ambulatorial será realizado individualmente em oito sessões, uma vez por semana, com duração de uma hora cada. Todos os pacientes também serão instruídos a realizar os exercícios em casa duas vezes ao dia. Desde a primeira sessão todos os pacientes de cada grupo serão treinados e expostos a todos os exercidos de cada série específica (RV genérica ou personalizada), mas farão em casa somente os que tolerarem, respeitando-se as limitações de cada paciente. E a cada semana os mesmos exercícios serão propostos e sua intensidade aumentada, até o paciente os tolerar bem e conseguir fazer a série completa. Antes de iniciar a terapia e no final das oito semanas os pacientes responderão ao questionário de qualidade de vida (DHI) e a escala analógica de tontura. A análise final será realizada levando-se em consideração os exercícios propostos para as sessões de Reabilitação Vestibular, os resultados obtidos com o questionário de qualidade de vida (DHI) e com a escala analógica de tontura. No final do estudo será possível tirar conclusões sobre as formas de reabilitação feita (genérica e personalizada), permitindo assim averiguar se há diferenças entre elas e qual é o mais eficaz. (AU)