Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento da autonomia em pessoas em situação de rua inseridas em programa de ocupação e renda temporários: estudo terapeutico-ocupacional

Processo: 06/05895-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2007
Vigência (Término): 30 de abril de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Marta Carvalho de Almeida
Beneficiário:Débora Lacerda Saes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Morador de rua   Reabilitação psicossocial   Inclusão social   Exclusão social

Resumo

Problemas relacionados a pessoas em situação de rua têm sido abordados no contexto de estudos acerca de processos de inclusão/exclusão social e, particularmente, daqueles que enfocam as mudanças no mundo do trabalho. Nessas abordagens, alguns autores têm abordado singularidades da realidade brasileira, na qual a população em situação de rua é tomada como grupo emblemático desses processos. Segundo esses autores, o desemprego, aliado às características do processo de trabalho e à precariedade do sistema de proteção social, empurra parcelas importantes dos desempregados a viver ou extrair renda da rua. Mas, se a vida na rua é caracterizada como limite de uma trajetória de vulnerabilidades, fragilização e desvinculação em várias dimensões da existência – entre as quais o trabalho tem lugar destacado -, também se reconhece que ela propicia novos laços e formas próprias de viver. Esse aspecto tem desvelado a complexidade do problema e colocado desafios importantes para a formulação de políticas públicas, exigindo que estratégias de intervenção dialoguem com uma cultura complexa e estruturada. O estudo proposto busca analisar trajetórias de pessoas em situação de rua que se inserem temporariamente no mercado de trabalho, propiciada pelo programa "Frentes de Trabalho" da Secretaria de Emprego e Relações de Trabalho do Governo do Estado de São Paulo - SERT. Busca identificar mudanças relacionadas a essa nova condição (reinserção no mundo do trabalho) ao nível das ações e relações sociais cotidianas. Os dados serão coletados principalmente através de entrevistas abertas com integrantes do programa. A identificação de processos de ganho de autonomia, embasados nas concepções da Terapia Ocupacional, pretende contribuir para a compreensão das repercussões do programa, bem como com o campo de reflexões e elaborações acerca das intervenções sociais junto a esse segmento da população. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.