Busca avançada
Ano de início
Entree

Isolamento e caracterização bioquímica de um inibidor de proteases presente no veneno de Rhinella schneideri

Processo: 10/05722-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Eliane Candiani Arantes Braga
Beneficiário:Priscila Yumi Tanaka Shibao
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Rhinella schneideri   Enzimas   Toxicologia   Venenos

Resumo

Sapos da espécie Rhinella schineideri possuem veneno de composição química complexa, contendo uma grande diversidade de compostos biologicamente ativos, os quais são responsáveis por diversas funções cruciais para o sucesso destes animais em habitar locais considerados, muitas vezes, inóspitos ou hostis. Estudos preliminares realizados em nosso laboratório demonstram que o veneno solúvel de Rhinella schineideri foi capaz de inibir a atividade proteolítica da tripsina sobre substrato cromogênico (T6140). Estudos anteriores também demonstraram a presença de inibidores de protease em venenos de outras espécies de sapos. As proteases são catalisadores essenciais de sistemas biológicos e estão envolvidas em vários processos fisiológicos, como a cascata da coagulação e do complemento, e patológicos, como nas infecções por microorganismos, inflamações, dermatoses e progressão de tumores, entre outros. O seu estudo de inibidores de proteases é, conseqüentemente, de grande relevância, pois estas moléculas são aplicáveis na geração de novos agentes terapêuticos e/ou de novas ferramentas experimentais para a pesquisa básica e aplicada. Portanto, o presente trabalho tem como objetivo isolar o inibidor de protease presente no veneno de Rhinella schineideri e caracterizá-lo através da determinação do peso molecular, ponto isoelétrico e seqüência em aminoácidos inicial e especificidade para diferentes proteases.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SHIBAO, PRISCILA Y. T.; ANJOLETTE, FERNANDO A. P.; LOPES, NORBERTO P.; ARANTES, ELIANE C. First serine protease inhibitor isolated from Rhinella schneideri poison. Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases, v. 21, AUG 13 2015. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.