Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do Papel da Proteína Quinase Dependente de dsRNA (PKR) no Desenvolvimento de Anorexia/Caquexia em Animais com Tumor de LLC

Processo: 09/08600-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:José Barreto Campello Carvalheira
Beneficiário:Rodrigo Miguel Marin
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Hipotálamo   Ingestão de alimentos   Caquexia   Neoplasias   Oncologia   Anorexia

Resumo

Aproximadamente metade dos pacientes com câncer desenvolve a síndrome da anorexia/caquexia, caracterizada por anorexia e diminuição acentuada da massa muscular e adiposa. O desenvolvimento desta síndrome constitui um fator de grande impacto na evolução clínica de pacientes com câncer, levando ao comprometimento da resposta ao tratamento da doença, bem como da qualidade de vida do paciente.O desenvolvimento da síndrome anorexia-caquexia no câncer está associado à inter-relação entre a disfunção metabólica e o aumento de citocinas pró-inflamatórias circulantes. A resposta inflamatória sistêmica crônica é critica para a evolução do estado de disfunção nutricional de pacientes com câncer. Além disso, a evolução de caquexia como uma doença crônica em pacientes com câncer está relacionada com a ativação de proteínas específicas em vias de sinalização que levam a diminuição da síntese e aumento da degradação protéica. Neste contexto, a proteína dependente de dsRNA (double-strand RNA) PKR, destaca-se como um importante modulador de respostas inflamatórias, bem como uma proteína chave no processo de síntese e degradação protéica. Os efeitos biológicos de citocinas pró-inflamatórias e da insulina e leptina no hipotálamo sugerem que ambos podem compartilhar mecanismos dependentes da atividade da PKR e propriedades pelas quais essas vias tornam-se alteradas.Assim o presente estudo terá como objetivo amplo avaliar o papel da proteína quinase PKR no controle da ingestão alimentar de animais com tumor, correlacionando a propagação da sinalização anorexigênica dependente de insulina e leptina ativada por citocinas pró-inflamatórias com o desenvolvimento da síndrome de anorexia/caquexia nesses animais.