Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da diferenciação de células HL-60, derivadas da leucemia promielocítica, induzida por Vitamina D e ácido retinóico. efeito da irá e hemodiafiltração na função das células hl-20 difernciadas

Processo: 06/52169-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Miguel Cendoroglo Neto
Beneficiário:Gabriela Laender Ferrari
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/08311-6 - Mecanismos moleculares, celulares e fisiopatológicos da insuficiência renal aguda, AP.TEM
Assunto(s):Citocinas   Lesão renal aguda   Inflamação

Resumo

Os neutrófilos são células efetoras da primeira linha de defesa. Em modelos experimentais de IRA isquêmica, demonstrou-se que ao se inibir ou prevenir a infiltração de neutrófilos ativados na circulação renal, o grau de injúria era atenuado e a recuperação renal era acelerada. Desta forma, é possível que a presença de diferentes mediadores inflamatórios solúveis no sangue de pacientes sépticos ative os neutrófilos circulantes que, por sua vez, infiltram o tecido renal, liberam enzimas e espécies reativas de oxigênio (ERO), aumentando o grau de injúria tecidual. Tem sido descrito na literatura células da linhagem de leucemia promielocittica, denominadas HL-60, como modelo de estudo para diferenciação granulócito/monócito/macrófago e está linhagem celular pode ser induzida a se diferenciar em células monocíticas através da incubação com vitamina D ou em células macrófago-like, por incubação com esters de forbol, como PMA, ou em células granulocíticas por incubação com ácido retinóico. Diferentes trabalhos têm demonstrado a capacidade das células HL-60 se diferenciarem em PMN após incubação com diferentes compostos classificados como indutores de monócito/macrófago e diferenciação de granulócitos. Desta forma o objetivo deste trabalho é verificar se as células HL-60, após a diferenciação estimulada por vitamina D e ácido retinóico, podem ser utilizadas no estudo de apoptose, atividade fagocítica e liberação de citocinas, aumentando o entendimento do efeito da IRA e da hemodiafiltração nas funções dos PMN. (AU)